Profundez: #thriller
Mostrando postagens com marcador #thriller. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #thriller. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 30 de abril de 2021

RESENHA: Por Trás de Seus Olhos - Sarah Pinborough
12:41:000 Comentários

Título: Por Trás de Seus Olhos 
Autora: Sarah Pinborough 
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 352
Minha classificação: 5+ ★’s
Recebido em parceria ✨

Sobre a história:

Louise ainda está se recuperando emocionalmente de um divórcio, quando conhece um misterioso homem em um bar. A conexão entre eles é instantânea, mas ela logo descobre que ele é casado, e no dia seguinte... Bom, descobre que ele também é seu chefe.
Ela está determinada a esquecer tudo, mas a química entre eles é irresistível e, acidentalmente, ela também se torna amiga da esposa dele.
Presa nesse triângulo, Louise acaba percebendo que há algo de errado neste casamento. Ambos escondem segredos sombrios. Não há como descobrir quem está falando a verdade... Talvez nenhum deles.


Sobre os personagens:

Se tem uma coisa que esse livro fez foi me servir bem de personagens!
Suas vidas giram em torno de um "algo" semelhante, mas é com isso que percebemos todas as suas milhares de diferenças. Eles são encantadores e assustadores ao mesmo tempo. Por mais que você escolha seu mocinho e se apegue nele, em algum momento vai se ver assustado com alguma atitude dele.
O inegável é: Todos são muito bem construídos, tem suas funções bem definidas e intensos... Talvez por todos estarem vivendo "fortes emoções" na trama? Talvez.

Postado à:

terça-feira, 11 de junho de 2019

Resenha: Uma Mulher no Escuro - Raphael Montes
20:27:000 Comentários

Título: Uma Mulher no Escuro
Autor: Raphael Montes
Editora: @companhiadasletras
Número de páginas: 254
Minha classificação: 4,5★’s

» Sobre a edição:
  

Sou suspeita a falar sobre esta edição pois adoro livros em tamanho físico menor, como este. Acredito que eles sejam mais confortáveis do que aqueles de tamanho tradicional. Mas quanto à capa, fonte e afins... simplesmente amei tudo. A fonte é de um tamanho super okay e parece seguir o padrão dos livros do Raphael. A capa parece ter sido uma mistura de A Incendiária com Metade Sombria, amei haha.

» Sobre a história:

Com 4 anos de idade, Victoria Bravo viu toda sua família ser brutalmente assassinada. O assassino era um adolescente que estudava na escola dos pais de Victoria, mas apesar de ter confessado o crime, nunca revelou o que o motivou a cometer tal crime.
Mas agora, 20 anos depois, Victoria se vê sendo ameaçada justamente pelo suposto assassino de seus pais. Ele estaria em busca de que? Por que a poupou quando criança, para depois ameaçá-la anos depois?


  

» Sobre os personagens:

Me identifiquei com a personagem principal daquele jeito incrível que nos permite entender o que ela realmente esta passando e às vezes até mesmo o que ela esta sentindo. Por isso, acredito que grande parte dos personagens deste livro nos transmitem uma carga emocional absurda. À primeira vista são pessoas normais, mas que na verdade escondem segredos, historias e traumas absurdos.

» O que eu achei:

Simplesmente devorei esse livro!
Fazia muito tempo que eu não ficava tão presa em uma leitura a ponto de não conseguir largar o livro.

Meus miolos praticamente fritaram enquanto eu criava um milhão de teorias para tentar descobrir quem era o assassino e suas motivações. No final, posso dizer que apenas uns 30% delas estavam certas haha.

Acredito que assim como os outros livros do autor, Uma Mulher no Escuro é perturbador em vários aspectos. Principalmente quando você fecha o livro e se dá conta de tudo que acabou de ler. Quando percebe o quanto as pessoas podem ser "podres" e que podemos estar confiando nas pessoas erradas. Pra mim, a grande mensagem desse livro é: Não confie cegamente em tudo que te dizem, pois o seu pior inimigo pode estar do seu lado.

A escrita do Raphael é mega fluída e o jeito como ele dispõe os elementos ao longo das páginas, me dá a sensação de levar inúmeras "tijoladas" haha. Quando achamos que é impossível acontecer mais alguma reviravolta ou que se houver, o autor vai simplesmente estragar tudo, ele apenas vira a história inteira de cabeça pra baixo e nos mostra que seus livros sempre podem ficar mais interessantes.

O final foi o único motivo pelo qual não dei 5★’s. No geral, gostei muito de como a história foi concluída, mas acho que poderia ter sido um pouquinho menos corrido. Mas, isso é apenas um gosto pessoal.

❔| Você já leu Uma Mulher no Escuro ou algum outro livro do Raphael? Me conta aqui nos comentários.



Postado à:

sexta-feira, 3 de maio de 2019

Primeiras impressões: Até o Fim - Harlan Coben
15:42:000 Comentários

Olá migos!
Finalmente estou lendo um dos milhares de livros do Harlan Coben, então, é lógico que
precisava fazer este post de primeiras impressões, pra contar pra vocês o que estou achando da escrita do autor e claro, do livro em si. Vamos lá?

» Sobre a edição:

       

Infelizmente não é uma das minhas edições favoritas da vida, mas também não tenho nenhum ponto negativo para citar haha. A capa é mega chamativa, faz muito sentido com a história e a diagramação é naquele estilo “básico porém ótimo”. Ou seja, o tamanho da fonte é perfeito, não há ilustrações nem pequenos detalhes pra roubar a tua atenção e claro, as páginas são amareladas.

» Sobre os primeiros capítulos:
Por que eu não ouvi vocês antes? haha. Como devoradora de thrillers, sempre recebi indicações de livros do Harlan Coben, mas nunca tinha de fato li um deles. Mas, eis que este ano me tornei parceira da Editora Arqueiro e um dos lançamentos do mês de Março era nada mais, nada mesmo do que Até O Fim. Então é claro que essa foi a oportunidade perfeita para finalmente mudar isso. Sem mais delongas…

Estou simplesmente amando esse livro!
O prólogo, logo de cara, já me fez prender a respiração durante vários parágrafos e ficar
simplesmente chocada com um plot twist. Como assim Harlan Coben consegue fazer isso com a gente em apenas 4 páginas?!

Aliás, as páginas parecem literalmente voar durante a leitura. Tanto que pra mim é impossível ler apenas um ou dois capítulos de uma vez, pois sempre que pego o livro acabo passando de 50 páginas lidas sem nem perceber. Acho que posso dizer que o motivo disso é o fato de a escrita do autor ser a mais fluida que eu conheci até hoje.

Outra coisa que me chamou atenção é que com poucos capítulos, já consegui ter uma boa visão geral sobre a história. Sem falar que as pinceladas sobre o passado, nos fornecem ótimas descrições sobre os personagens e óbvio, fazem com que nosso cérebro fique a mil criando teorias.

Enfim, o meu único medo é acabar favoritando este livro e ir à falência por querer ler/ter todos os livros que o Coben já publicou. Como se já não bastasse a minha loucura pelas obras do Mestre SK né? hahaha.




Postado à:

domingo, 7 de abril de 2019

Primeira VIB + Primeiras impressões de A Paciente Silenciosa - Alex Michaelides
16:07:000 Comentários

Olá migos!
O post de hoje é especial por motivos de: eu recebi uma VIB, brazeeel. Não tenho estruturas pra isso mas, vamos lá hahaha.

» Sobre a caixinha:

VIB é uma caixa com itens especiais e com a prova antecipada de um dos livros que será publicado pelo Grupo Editorial Record. Acredito que eles enviem para alguns parceiros e/ou influenciadores.

» Sobre a edição:



Confesso que não gostei muito da capa, mas se formos analisá-la de acordo com a história, faz muito sentido. Ou seja, tudo bem com a capa, é só uma questão de gosto pessoal mesmo. Quanto à fonte... Ela é perfeita, assim como a diagramação.
Mas, como essa é uma prova antecipada, infelizmente essa não é minha "palavra final", já que podem ocorrer algumas mudanças na versão final.

» Sobre os primeiros capítulos:
Já posso dizer que estou simplesmente surtada por essa história haha. Pra mim, os primeiros capítulos foram bem satisfatórios, justamente por terem me jogado de cabeça na história. Mas para não ser injusta, acredito que a caixinha e toda essa experiência de já receber alguns itens sobre a história, também contribuíram pra isso.

Claro, é impossível se ambientar com tudo lendo apenas uns três capítulos. Mas eles com certeza já conseguem nos prender à história e secretamente, nos prometem muitas reviravoltas e surpresas.

Ainda estou me sentindo bem confusa, principalmente em relação aos personagens. Mas é aquele tipo de confusão boa, que nos faz querer devorar o livro em uma tarde haha.

E quanto ao ritmo de leitura... Só posso dizer que ele é incrível. Me identifiquei muito com a escrita e as descrições mas os capítulos também são bem curtinhos, o que ajuda bastante pois você literalmente acaba ficando no famigerado "só mais um capítulo" haha.

Enfim, as minhas expectativas para #APacienteSilenciosa estão altíssimas! Mas e você, também está curioso e com vontade de ler esse livro que promete ser um thriller da porr*? Me conta aqui nos comentários.




Postado à:

sábado, 17 de fevereiro de 2018

Quotes: As Sobreviventes - Riley Sager
21:48:000 Comentários

Olá humanxs, hoje é dia de quotes!

❝Você não pode mudar o que aconteceu. Mas pode controlar a maneira como lida com isso.❞

❝Estou falando da vida. Do mundo. Ele está cheio de infortúnios, injustiças e homens machucando mulheres como a gente e que merecem uma lição. Pouquíssimas pessoas estão ligando pra isso. Menos pessoas ainda são como nós, que ficam com raiva de verdade e partem pra ação.❞

❝...mas algumas famílias não foram feitas pra ficarem juntas.❞

❝Nunca se desculpe por ter me procurado. É pra isso que estou aqui.❞

❝Não me importo se é por um minuto ou uma hora. O simples fato de te ver faz toda aquela viagem solitária valer a pena.❞

❝Ela tinha recebido ordens para não pensar nele. Mesmo assim, ela pensava. O tempo todo. Ir embora não mudaria isso.❞

Postado à:

quinta-feira, 15 de fevereiro de 2018

Resenha: As Sobreviventes - Riley Sager
21:12:000 Comentários

Título: As Sobreviventes
Autor: Riley Sager
Ano: 2017
Editora: Gutenberg
Número de páginas: 335
Minha classificação: 3,5★’s

▶Sobre a edição:
Vamos resumir essa edição em “Que livro maravilhoso. Tenho orgulho de tê-lo na minha estante.” haha.

▶Sobre os personagens:
Acho que em relação aos personagens a pergunta é: Você está preparado para passar raiva? Pois eu fiquei morrendo de raiva em vários momentos. A nossa personagem principal, simplesmente se deixar manipular incontáveis vezes, mesmo sabendo que isto está acontecendo. Os policiais, a mídia e até a família dela a tratam, na maioria das vezes, de uma forma tão repugnante que eu nem sei como explicar. Mas é claro que também temos outros personagens incríveis… Mas fica aqui o meu alerta, não se engane tanto com eles.

▶Sobre a história:
Em As Sobreviventes, nós conhecemos três mulheres que foram vítima de crimes terríveis e que foram as únicas sobreviventes. Mas o foco principal é na Quincy, uma garota que foi passar o fim de semana com os amigos em um chalé, mas de repente tudo acabou mal. Porém, ela simplesmente não consegue se lembrar de praticamente nada do que aconteceu naquele dia. ⠀
O fato de a Quincy, nossa personagem principal, se deixar ser tão manipulada me deu margem para odiar uma segunda personagem que misteriosamente aparece lá pelo meio do livro. Está claro o quão mal ela faz para a Quincy e no primeiro momento todos percebem isso e tentam fazer algo. Mas depois de algumas páginas eu senti uma mudança brusca quanto a isso. O que me deixou com a estranha impressão de que, do nada todos passaram a adorar ela.

Mas o que me deixou com uma pulga atrás da orelha em relação à Quincy, é que ela parece não se importar e não enxergar certas coisas que aconteceram com ela no passado. O que me fez, várias vezes, questionar se ela era de fato inocente. Tanto que eu terminei o livro sem acreditar nela, por mais que tenha me apegado tanto a ela. Foi como se eu tivesse sentido que ela tinha tendência a ser uma pessoa realmente ruim e portanto, imaginei um final totalmente diferente. 


A falta de um psicólogo e até da menção de um, foi algo que me incomodou bastante. Pois, como o próprio nome já deixa isso claro, a Quincy é uma sobrevivente. Então você já deve imaginar que ela passou por algo muito difícil. Mas as outras pessoas simplesmente ignoram a possibilidade de um psicólogo poder ajudar ela a lidar com tudo isso. Os policiais, por exemplo, apenas a pressionam o tempo todo e a mãe dela acha que a melhor solução é encher a filha de remédios. ⠀
Eu comecei a ler essa história desconfiando de tudo e de todos, se duvidar eu tava desconfiando até das folhas do livro, o que certamente me fez criar teoria sobre todos os personagens que eram apresentados. Então eu acho que vocês conseguem imaginar a loucura que foi e que provavelmente uma delas estava praticamente 90% certa. Mas os outros 10% foram repletos de detalhes incríveis, coisas que eu jamais conseguiria pensar. Talvez esse livro tenha valido a pena justamente por culpa deles. Ainda mais que eu simplesmente achei um imenso spoiler sozinha. Sim, havia um aviso em vermelho e mesmo assim eu li. Então, a culpa de estragar a minha experiência com boa parte do livro foi inteiramente minha e da minha curiosidade.

A escrita do autor é muito boa, porém nada de muito incrível. O que faz com que o livro seja daquele tipo que, se você pegar pra ler acaba lendo umas 100 páginas em um piscar de olhos. Mas, depois de largar ele você demora horas até sentir vontade de pegá-lo novamente.Talvez essa seja a minha opinião porque eu realmente não me identifiquei muito com a escrita dele, mas não foi nada a ponto de me impedir de ler ou de me atrapalhar durante a leitura.

Bom, eu comprei esse livro por causa do comentário positivo que o Stephen King (sim, ele está se tornando o meu escritor favorito) fez sobre ele e apesar de eu não ter achado tão bom assim, não me arrependo de ter lido. Acredito que quem leu ele sem nenhum spoiler tenha tido uma experiência totalmente diferente e super positiva. Pois esse livro é realmente surpreendente. 


❓| Pergunta: Você já leu As Sobreviventes? Me conta aqui nos comentários o que você achou desse livro 💞
Postado à:

Profundez no Instagram: