Profundez: #girlpower
Mostrando postagens com marcador #girlpower. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #girlpower. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 7 de maio de 2019

Resenha: Vox - Christina Dalcher
15:33:000 Comentários
some text

Título: Vox
Autora: Christina Dalcher
Editora: @editoraarqueiro 
Número de páginas: 320
Minha classificação: 5★’s


» Sobre a edição:
  

Simplesmente amo essa capa e a mensagem direta que ela nos passa: Estão tentando nos (mulheres) silenciar, desde sempre.

Porém, na prática eu posso dizer que capas brancas não fazem o meu estilo pelo simples fato de estarem sempre sujas, por mais que você cuide. Ah, é claro... A fonte é maravilhosa e as páginas são amareladas.

» Sobre a história:
Imagine uma nova sociedade em que mulheres podem falar apenas 100 palavras por dia. Onde - nas escolas - meninas não aprendem mais a ler e escrever, mas sim a cuidar de casas, de seus maridos e filhos.
Um mundo completamente controlado por homens, estes que acham que o melhor a se fazer é nos silenciar. Porém eles esqueceram que, apesar de todas as milhares de tentativas, nunca foi possível nos calar...⠀

» Sobre os personagens:
Jean e todas as mulheres do universo, contem comigo pra tudo!

Me idenfiquei com todas as mulheres deste livro, pois partilhamos dos mesmos sentimentos e infelizmente, já passamos por situações parecidas. Então, me colocar no lugar de cada uma delas foi praticamente automático.
Mas, quanto aos personagens no geral, posso dizer que os achei super bem construídos e desenvolvidos. Por mais alienados e cruéis que alguns possam ser, ainda conseguimos ver que são humanos como cada um de nós.

» O que eu achei:
Antes de mais nada: Que livro intenso! Quase explodi de tanto ranço e quase desidratei chorando, tanto de tristeza quanto de raiva.

Vox é como um soco no estômago. Porém, por mais perturbador que seja, é aquele tipo de leitura que deveria ser obrigatória. Não apenas por mostrar uma grande parte do que é ser mulher em uma sociedade extremamente machista; o que é ser LGBTQIA em uma sociedade extremamente homofóbica; o que é ser negro em uma sociedade extremamente racista; mas também por servir de alerta. Por nos mostrar que o que julgamos como impossível, pode estar mais perto de acontecer do que conseguimos imaginar. Ou seja, precisamos estar alertas e lutar, como sempre fizemos.


Vox deixa claro que lutar não é uma escolha, é uma necessidade. Que a nossa força está na nossa união.

Acho que posso dizer que me vi tão imersa na história a ponto de sentir, digamos que 5%, do que seria ser privada de falar, ler e escrever. Em alguns momentos, simplesmente precisei parar a leitura e gravar áudios enormes para os meus amigos. Tanto por precisar dividir com alguém tudo o que havia lido, quanto pra me relembrar de que as minhas palavras pertencem à mim.

Quanto a escrita da autora: ela é simplesmente maravilhosa, o que claramente me fez encher o livro de marcações haha. Os capítulos são bem curtinhos, então isso fez com que a leitura fosse ainda mais fluida.


Mas okay, não posso negar que há algumas pontas soltas e coisas que não fazem tanto sentido assim. Porém, acredito que seria impossível desenvolver todos os pontos dessa história de modo satisfatório em apenas um livro.
Aliás, dizem que teremos um próximo livro... Ou seja, creio que a autora fez um trabalho excelente neste primeiro.


❔| Você já leu Vox ou este livro está na tua lista de desejos? Me conta aqui nos comentários.




Postado à:

Profundez no Instagram: