Profundez: #PianoVermelho
Mostrando postagens com marcador #PianoVermelho. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #PianoVermelho. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Quotes: Piano Vermelho - Josh Malerman
18:02:000 Comentários

🎹| Hey humanxs, tudo bem com vocês?!

Apesar de Piano Vermelho ter sido uma das minhas piores leituras do ano passado, ainda assim há alguns quotes que me fizerem gastar post-its.

❝A pergunta não é o que você encontrou... mas o que encontrou você.❞

❝... viver livre é o único caminho a se trilhado.❞

❝Como eles podem dizer não quando há tanto a ganhar dizendo sim?❞

❝Ela não planejou ir até lá, não pensou muito antes de decidir, mas, agora que está ali, sabe que não desejaria estar em nenhum outro lugar.❞

❝Um corpo convalescente adormecido é um criadouro de pesadelos.❞

❝O passado é presente e o presente é louco.❞

❝Do que mais precisa para sobreviver além de... ir embora?❞

❝Como alguém pode medir a seriedade com que considera algo que vai fazer até de fato colocá-lo em prática?❞
Postado à:

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman
18:00:000 Comentários

Título: Piano Vermelho
Autor: Josh Malerman
Ano: 2017
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 316
Minha classificação: 3★'s

▶Sobre a edição:
A edição é linda, a parte visual do livro parece ter sido muito bem planejada. Porém, o cheiro de tinta é extremamente forte. Talvez por culpa das páginas pretas.

Sobre os personagens:
Eu simplesmente não consegui nem ao menos gostar do personagem principal, quem dirá dos outros. Na minha opinião, eles foram muito mal construídos e desenvolvidos. Não teve nenhum personagem que eu considerei como “marcante”. Assim como também não senti empatia por nenhum deles.

▶Sobre a história:
Essa é a primeira resenha negativa do Profundez, por motivos de: Piano Vermelho foi a minha pior leitura de 2017. Talvez por que eu tenha criado expectativas demais quanto ao autor. Pois depois que eu li Caixa de Pássaros, o primeiro livro do Josh, esperava por livros no mesmo “nível”, digamos assim. Porém, esse segundo livro veio para destruir tudo isso. Em alguns momentos eu tinha a sensação de que ele tinha sido escrito por outra pessoa totalmente diferente.

A história em si ficou muito confusa pra mim. O suspense não foi tão bem trabalhado. As cenas que intercalavam o presente e o passado também pareciam não fazer sentido nenhum. Apesar de em Caixa de Pássaros terem ficado várias pontas soltas, elas faziam sentido entre si e contribuíam muito para o clima tenso da história. Já em Piano Vermelho, eu senti que elas foram tão mal criadas e desenvolvidas que a história só não fez sentido. Em vários momentos eu me sentia completamente perdida.

O que eu mais senti falta nesse livro, foi aquela tensão toda que nos deixava nervosos e instigados a ler. Eu praticamente terminei ele só porque não gosto de deixar leituras pela metade. Passei muita raiva com esse livro. Mas, entendo que talvez isso seja por culpa da expectativa que eu criei.

O livro ainda me deixou com a sensação de que talvez possa haver uma continuação…

Se eu compraria? Sim. Ainda tenho esperanças de que o Josh pode criar obras incríveis. Já que Caixa de Pássaros foi uma das minhas melhores leituras.


*Alerta de spoiler*

(Outra coisa que me incomodou muito, foi não saber se o Tonka de fato iria morrer ou se eles iriam achar uma cura.)


PERGUNTA: Mas e você, já leu Piano Vermelho? Quantas estrelas você deu pra esse livro?
Postado à:

Profundez no Instagram: