Profundez: #JoshMalerman
Mostrando postagens com marcador #JoshMalerman. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #JoshMalerman. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 9 de março de 2018

Minhas personagens femininas favoritas!
01:34:000 Comentários

Hey humanxs!

Antes de mais nada, feliz Dia da Mulher à todas as mulheres incríveis que seguem o Profundez♥
E um dia como hoje pede um post especial! Então, escolhi algumas personagens femininas incrivelmente fortes e que precisam ser enaltecidas.

🌪| Corte:⠀
❝Eu não era um bicho de estimação, não era uma boneca, não era um animal. Era uma sobrevivente e era forte. Não seria frágil ou indefesa de novo. Não seria, não poderia ser destruída. Domada.❞

•Feyre: No primeiro livro da serie a "fêmea humana", que parecia frágil e indefesa, se torna a pessoa mais forte. Ela simplesmente salva todas as 7 Cortes enquanto 99,9% dos feéricos, ficavam sentados morrendo de medo.
•Morrigan: Uma guerreira ao pé da letra. Apesar de ter tido o seu coração quebrado em incontáveis pedaço e precisar ter que esconder certas coisas sobre sua vida, ela se tornou uma das melhores guerreiras da Corte Noturna.

🐦| Caixa de Pássaros:
❝Malorie está remando pelo que parecem ser três horas. Os músculos de seus braços queimam. A água fria balança no fundo do barco...❞

•Malorie: Uma mãe que de fato fez todo o possível pelos seus filhos. Protegeu cada um deles dá melhor forma que pode, enquanto estava isolada em uma casa num mundo completamente estranho e repleto de perigos espreitando à todo instante. E que, por mais cansada que estivesse, não desistiu um segundo sequer até ter certeza de que eles estavam em segurança.⠀

🌬| Belas Adormecidas:
❝Não diga mulherzinha querendo dizer uma franqueza. Se sua mãe não ensinou isso, deveria.❞

•Janice: Diretora de um Instituto Penal para Mulheres que acima de tudo, tem uma empatia admirável. Do tipo de pessoa que enfrenta qualquer um ou qualquer coisa para fazer justiça.
•Vanessa Lampley: Guarda de um Instituto Penal e nossa campeã de queda de braço e uma das personagens mais corajosas que eu já conheci. Do tipo que não se entrega a nada até fazer a coisa certa.
•Lila: Xerife de um Departamento de Polícia e o tipo de pessoa que já nasceu com o espírito de liderança e sem problema nenhum quanto a dar a cara a tapa e fazer o que precisa ser feito.

❓| Pergunta: Qual sua personagem favorita e porque? Me conta aqui nos comentários ^^
Postado à:

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Quotes: Caixa de Pássaros - Josh Malerman
18:16:000 Comentários

🐦|Olá humanxs!!⠀
Bom, eu só queria dizer que é impossível não citar os quotes de Caixa de Pássaros. Assim como em O Sorriso da Hiena eu realmente tive vontade de citar o livro todo haha. Porém, consegui vencer a difícil tarefa de separar apenas alguns.

❝O mundo exterior soa como ela se sente por dentro. Tempestuoso. Ameaçador. Abominável.❞

❝Antigamente, ela poderia ter olhado para um mundo duas vezes mais iluminado e nem teria precisado semicerrar os olhos. Agora, a beleza machuca.❞

❝Sempre supus que o fim viria da nossa própria estupidez.❞

❝O instante entre decidir abrir os olhos e fazer isso de fato é a coisa mais assustadora desse novo mundo.❞

❝Num mundo onde não podemos abrir os olhos, uma venda não é tudo que temos para nos defender?❞

❝Ele espera. E quanto mais espera, mais assustado fica. Como se o silêncio ficasse mais alto.❞
Postado à:

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman
18:14:000 Comentários

Título: Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Ano: 2015.
Editora: Intrínseca.
Número de páginas: 264
Minha classificação: 5★’s.

▶Sobre a edição:
Esse é mais um dos milhares de livros da Intrínseca que conquistaram o meu coração já pela parte visual. Pois, de fato, a edição é belíssima. ♥

▶Sobre os Personagens:
Em Caixa de Pássaros nós temos uma personagem principal (Malorie) muito forte e muito bem construída. Porém, no início, ela demonstra ser uma das poucas pessoas, se não a única, que está alheia a todos os alertas emitidos pelas autoridades. Ela simplesmente não acredita em nada daquilo e acha que as pessoas estão enlouquecendo… Isso até o momento em que ela é obrigada enfrentar a realidade dos fatos. Eu, particularmente, senti que o jeito como ela foi apresentada com o decorrer dos acontecimentos colaborou muito para o clima da história. Assim como o papel das duas crianças. O restante dos personagens parece ficar em segundo plano na maioria das vezes, já que o foco principal realmente é a Malorie. Porém, ainda sim conseguimos descobrir algumas coisas super importantes sobre eles.

▶Sobre a história:
Em Caixa de Pássaros nós conhecemos Malorie e seus dois filhos (Menina e Garoto), estes que são, aparentemente, os únicos sobreviventes de uma estranha “epidemia”... Todas as pessoas que saem ao ar livre, sem os olhos cobertos, simplesmente enlouquecem e matam todos ao seu redor e depois se suicidam.

Diferente de em Piano Vermelho, nesta história os capítulos sobre o passado e o presente foram muito bem interligados e fazem sentido, tanto entre si quanto separados.

O clima de mistério/suspense foi perfeitamente desenvolvido durante cada página desse livro. Pois, às vezes, eu mesma sentia medo de olhar pra fora ou de sair na rua haha. Algo que eu sinto que contribuiu muito para isso foi o tempo. Já que a Malorie ficou durante anos trancada dentro de uma casa com seus dois filhos, saindo apenas para buscar água e procurar mantimentos. Conseguimos sentir boa parte do medo que ela sentiu durante todo aquele tempo e até entender a forma um pouco cruel como ela criou os dois filhos.


Pois, para ela, desenvolver os outros sentidos deles, privando-os da visão o máximo possível, poderia ser a sua única chance de fugir um dia.

O diferencial desse livro, e o que com certeza tira o nosso sono assim como nos deixa em estado de alerta, é uma ameaça constante mas que não pode ser vista muito menos descrita. O tempo todo nós estamos cientes de que existe algo lá fora e que pode matá-los a qualquer momento, já que não há nenhuma garantia de que isso não pode entrar na casa. Caixa de Pássaros é um livro surpreendente! Um daqueles que você não consegue largar até de chegar na última página. Sem falar que, apesar de todo suspense/medo, a leitura é super fluida e instigante.


E como todos já sabem, os direitos já foram vendidos para a Netflix e o filme sai ainda este ano! (Aaaaaaaaah ♥ qhjsnsn). 


❁ PERGUNTA: Mas e você, já leu Caixa de Pássaros ou ele está na tua meta para este ano? Me conta aqui nos comentários ♥
Postado à:

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

Sinopse: Caixa de Pássaros - Josh Malerman
18:05:000 Comentários

🐦| Olá humanxs, vamos falar sobre Caixa de Pássaros?

Bom, se vocês estão procurando um livro capaz de nos deixar ansiosos, assustados e em estado de alerta do início ao fim... Esse livro, com certeza é Caixa de Pássaros do Josh Malerman!

Confira a sinopse:
Há alguma coisa lá fora... Algo aterrorizante que não deve ser visto. Basta uma olhadela e a pessoa é levada a cometer atos de violência mortal. Ninguém sabe o que provoca isso ou de onde veio.

As portas estão sempre trancadas. Cobertores tapam as janelas das casas. A internet não funciona mais. Nem o telefone. Os sobreviventes não sabem em quem confiar. Não se pode mais sair às ruas sem uma venda nos olhos. Há algo do lado de fora. Algo que não pode ser visto, que enlouquece as pessoas e as leva a cometer atos violentos seguidos de suicídio.­ Abrigada com duas crianças, Garoto e Menina, em uma casa abandonada próxima de um rio no Michigan e obrigada a sair sempre com os olhos cobertos, Malorie logo aprende a realizar tarefas, e inclusive a percorrer distâncias mais longas, às cegas.

O surgimento de uma misteriosa neblina faz com que ela decida finalmente deixar a casa e embarcar com a família numa arriscada jornada, de olhos vendados, e confiando apenas em sua perspicácia e no ouvido treinado dos filhos. Mas do que eles estão fugindo e onde pretendem recomeçar a vida?­ Quatro anos antes, Malorie fez parte de um grupo liderado por Tom, seu amigo leal, e formado por pessoas que não se conheciam, mas que se uniram para resistir ao terror oculto, na tentativa de criar certa ordem a partir do caos. Contudo, quando os suprimentos chegaram perto da escassez, eles foram obrigados a ser arriscar do lado de fora e a confrontar a pergunta derradeira:em um mundo que enlouqueceu, em quem se pode realmente confiar?


PS: Como vocês decidiram na enquete feita no stories, essa semana tem resenha de Caixa de Pássaros aqui no Profundez.
Postado à:

sexta-feira, 5 de janeiro de 2018

Quotes: Piano Vermelho - Josh Malerman
18:02:000 Comentários

🎹| Hey humanxs, tudo bem com vocês?!

Apesar de Piano Vermelho ter sido uma das minhas piores leituras do ano passado, ainda assim há alguns quotes que me fizerem gastar post-its.

❝A pergunta não é o que você encontrou... mas o que encontrou você.❞

❝... viver livre é o único caminho a se trilhado.❞

❝Como eles podem dizer não quando há tanto a ganhar dizendo sim?❞

❝Ela não planejou ir até lá, não pensou muito antes de decidir, mas, agora que está ali, sabe que não desejaria estar em nenhum outro lugar.❞

❝Um corpo convalescente adormecido é um criadouro de pesadelos.❞

❝O passado é presente e o presente é louco.❞

❝Do que mais precisa para sobreviver além de... ir embora?❞

❝Como alguém pode medir a seriedade com que considera algo que vai fazer até de fato colocá-lo em prática?❞
Postado à:

quarta-feira, 3 de janeiro de 2018

Resenha: Piano Vermelho - Josh Malerman
18:00:000 Comentários

Título: Piano Vermelho
Autor: Josh Malerman
Ano: 2017
Editora: Intrínseca
Número de páginas: 316
Minha classificação: 3★'s

▶Sobre a edição:
A edição é linda, a parte visual do livro parece ter sido muito bem planejada. Porém, o cheiro de tinta é extremamente forte. Talvez por culpa das páginas pretas.

Sobre os personagens:
Eu simplesmente não consegui nem ao menos gostar do personagem principal, quem dirá dos outros. Na minha opinião, eles foram muito mal construídos e desenvolvidos. Não teve nenhum personagem que eu considerei como “marcante”. Assim como também não senti empatia por nenhum deles.

▶Sobre a história:
Essa é a primeira resenha negativa do Profundez, por motivos de: Piano Vermelho foi a minha pior leitura de 2017. Talvez por que eu tenha criado expectativas demais quanto ao autor. Pois depois que eu li Caixa de Pássaros, o primeiro livro do Josh, esperava por livros no mesmo “nível”, digamos assim. Porém, esse segundo livro veio para destruir tudo isso. Em alguns momentos eu tinha a sensação de que ele tinha sido escrito por outra pessoa totalmente diferente.

A história em si ficou muito confusa pra mim. O suspense não foi tão bem trabalhado. As cenas que intercalavam o presente e o passado também pareciam não fazer sentido nenhum. Apesar de em Caixa de Pássaros terem ficado várias pontas soltas, elas faziam sentido entre si e contribuíam muito para o clima tenso da história. Já em Piano Vermelho, eu senti que elas foram tão mal criadas e desenvolvidas que a história só não fez sentido. Em vários momentos eu me sentia completamente perdida.

O que eu mais senti falta nesse livro, foi aquela tensão toda que nos deixava nervosos e instigados a ler. Eu praticamente terminei ele só porque não gosto de deixar leituras pela metade. Passei muita raiva com esse livro. Mas, entendo que talvez isso seja por culpa da expectativa que eu criei.

O livro ainda me deixou com a sensação de que talvez possa haver uma continuação…

Se eu compraria? Sim. Ainda tenho esperanças de que o Josh pode criar obras incríveis. Já que Caixa de Pássaros foi uma das minhas melhores leituras.


*Alerta de spoiler*

(Outra coisa que me incomodou muito, foi não saber se o Tonka de fato iria morrer ou se eles iriam achar uma cura.)


PERGUNTA: Mas e você, já leu Piano Vermelho? Quantas estrelas você deu pra esse livro?
Postado à:

Profundez no Instagram: