Profundez: #HQ
Mostrando postagens com marcador #HQ. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #HQ. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 4 de abril de 2018

Resenha: Creepshow - Stephen King
23:49:000 Comentários

Título: Creepshow
Autor: Stephen King 
Ilustrador: Bernie Wrightson
Ano: 2017
Editora: Darkside 
Número de páginas: 64
Minha classificação: 5★’s

Sim, vamos falar de Stephen King! 
Creepshow era inicialmente um roteiro de cinema mas que, no mesmo ano de lançamento do filme, acabou sendo adaptada pra o universo literário no formato de quadrinhos. A HQ é composta por 5 histórias super curtinhas e bem objetivas. Então, pra não dar spoiler, eu vou usar apenas uma frase pra definir cada uma delas. ⠀

💀| Dia dos Pais


• Um pai que queria muito comer o seu bolo de Dia dos Pais.
📝Essa foi de longe uma das minhas favoritas e que me fez rir (na verdade mesmo, eu dei boas gargalhadas com ela) e pensar ao mesmo tempo "Porque eu tô rindo disso? Mds, é muito errado!". ⠀

👽| A Solitária Morte de Jordy Verrill
• Misturar coisas vindas do espaço com água não é uma boa ideia.⠀
📝Sabe quando um personagem começa fazer algo e você só consegue pensar em "Migo, larga isso. Não chega perto. Sai correndo, pqp"? Então, eu só consegui pensar nisso e querer entrar na história pra impedir que ele cometesse ainda mais erros.

👹| A Caixa


• Se encontrar uma caixa cheia de correntes, cadeados e um rótulo estranho, por favor, não abra.⠀
📝Essa foi a minha segunda história favorita pelo simples fato de que eu amei a reviravolta feat vingança de um dos personagens!! ⠀

🌊| Indo com a Maré

• Tenha cuidado para não cair em buracos na areia da praia.⠀
📝Bom, primeiro eu me espantei com essa história e depois eu achei ela absolutamente criativa e diferente de tudo que eu já tinha lido. Mas me decepcionei um pouquinho o desfecho.

🏙️| Vingança Barata⠀
• Baratas são oficialmente obras do capiroto!⠀
📝Eu nem ao menos consigo explicar o tamanho da minha aflição/pavor com essa história. O final quase me fez pegar um inseticida e colocar em cada espacinho do meu quarto. ⠀

Esse foi o meu primeiro contato com uma HQ depois de muito tempo. Mas não que eu lesse quadrinhos quando era pequena, porque eu infelizmente não tinha esse costume. Porém, pelo menos uns 5 eu já devo ter lido.


Simplesmente amei cada página e me senti um pouco nostálgica, o que eu acho que era exatamente a intenção do King. Mas, como eu tenho um probleminha com histórias curtinhas, já me vi desejando um calhamaço de cada uma delas haha.

Ps: Acho que não preciso dizer que essa edição está obviamente dentro dos Padrões Darkside, né?! Ela é maravilhosa, mds!




Postado à:

Profundez no Instagram: