Profundez: #GaleraRecord
Mostrando postagens com marcador #GaleraRecord. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #GaleraRecord. Mostrar todas as postagens

sábado, 4 de dezembro de 2021

Os Cem Mil Reinos - N.K. Jemisin
23:25:000 Comentários
 


Oii gentewn!

Então eis que dona Galera Record me enviou um exemplar de "Os Cem Mil Reinos" e me apaixonei completamente por essa edição haha.

Com uma capa incrível, ilustrações impecáveis (justamente nos tons que eu amo) e ainda, já de cara, nos entrega que neste livro, vamos sim conhecer uma protagonista fod* demais!

" – Uma prisioneira a quem devo obediência total. Desculpe-me se não tenho muito empatia com você."

📜A trama gira em torno de Yeine Daar e o fato de que ela acaba de perder sua mãe. Mas, é justamente após esta grande tragédia que sua vida muda completamente.
📜Yeine descobre seu direto sob o Trono dos Cem Mil Anos, mas, para alcançá-lo precisará participar de uma disputa sangrenta e mortal.
Mas é claro, quando o caminho de Deuses e Mortais se cruzam é óbvio que segredos podem vir à tona... Principalmente, sobre a misteriosa morte de sua mãe.

"Aquele tanto de sangue deveria ser o suficiente pra mim... mas eu não estaria viva para ver. Nós somos egoísta assim, nós, os mortais."

Quem concorda que esse livro promete altas tretas, momentos de surto e puro choro: respira! Hahaha.

Mas e aí, vocês já leram esse livro? Está na lista de desejados de vocês? Me contem aqui nos comentários.



Postado à:

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Resenha: A Paciente Silenciosa - Alex Michaelides
21:14:000 Comentários

Título: A Paciente Silenciosa
Autora: Alex Michaelides
Editora: @grupoeditorialrecord
Número de páginas: 349
Minha classificação: 3 ★’s


▶ Sobre a história:

Alicia Berenson era uma famosa pintora antes de ser internada em um hospital psiquiátrico após ter matado seu marido. Na cena do crime, só foram encontradas suas digitais e como ela não pronuncia uma palavra se quer desde então, foi impossível provar sua inocência.
Porém, Theo assume a vaga de psicoterapeuta no Grove com o único objetivo de ajudá-la, fazer com que ela volte a falar e retome sua vida. Mas, aparentemente, há muitas pessoas que prezam pelo silêncio de Alicia.


▶ Sobre os personagens:


Praticamente só temos Theo e Alicia, enquanto os outros personagens simplesmente foram encaixados na história para cobrir buracos. O que eu, particularmente, acredito que acabou por gerar ainda mais buracos, pois parece que eles só existem na presença de Theo e/ou Alicia e que só fazem coisas que envolvam Theo e/ou Alicia. Nenhum deles foi desenvolvido, não sabemos praticamente nada sobre eles e até as descrições físicas são rasas.
Os personagens principais parecem ter recebido um pouco mais de atenção, mas ainda assim são confusos, mudam da água para o vinho sem nenhum motivo plausível e sinceramente, me recuso acreditar que a vida de um ser humano se restringe a tão poucos detalhes e acontecimentos.

▶ O que eu achei:

Cadê o thriller digno de Hollywood que vocês me prometeram? haha.
Tenho a sensação de que li um livro totalmente diferente do que todo mundo tem favoritado e defendido com unhas e dentes. As minhas primeiras impressões caíram por terra e só restou decepção.

A sinopse já não tinha me chamado muita atenção, mas como sabemos isso não quer dizer tanta coisa assim. Você pode amar a premissa mas odiar o livro e vice-versa. Então iniciei a leitura e travei na metade do livro, pois estava achando que talvez não fosse o momento certo para ler. Okay, dei um tempo e iniciei o livro mais uma vez, do zero. 

O que posso dizer? A linha do tempo é simplesmente confusa e não faz o menor sentido. Há uma quantidade absurda de buracos e pontas soltas. Pra mim, é como se o autor iniciasse algo, mas lá pela metade desistisse de concluir aquilo e nem se desse ao trabalho de retirar isto de sua história ou pensar em algo melhor.

90% dessa leitura foi puro tédio e os outros 10% são resumidos em quotes que de alguma forma funcionam muito bem e salvam um pouquinho do livro. 

Confesso que não esperava o plot twist exatamente da forma como foi, mas ainda assim não foi muito surpreendente. No geral, parece uma história normal que poderia muito bem ser resumida em menos de 100 páginas, mas que foi forçada a manter um ritmo morno até atingir suas 300 e poucas páginas.

Enfim, A Paciente Silenciosa é uma das minhas grandes decepções deste ano. Mas, acredito que desta vez não caiba aqui o "foi expectativa demais" ou "li no momento errado". Não gosto de falar coisas assim em resenhas, mas.... Pra mim, esse livro é apenas o "mais do mesmo" vendido como "extraordinário". 


🎨| Você já leu este livro ou quer muito ler? Também faz parte do team que achou ele nada demais? Me conta aqui nos comentários.



Postado à:

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Cronograma da LC de Fevereiro
19:15:000 Comentários
Postado à:

quarta-feira, 18 de abril de 2018

PERTENÇO À CORTE NOTURNA E POSSO PROVAR!
00:35:000 Comentários

Estudos apontam que eu pertenço à Corte Noturna.
Fatos que foram utilizados para concluir isto:⠀
• Já vi algumas estrelas cadentes ao longo da vida.⠀
• Moro na zona norte da minha cidade.⠀
• Amo cores escuras.⠀
• Sou fascinada por asas.⠀
• Trocava bilhetinhos na escola.⠀
• Finjo que sou dark trevosa, mas na verdade sou do amô.⠀
• Costumava ir a bibliotecas e ficar conversando com seres invisíveis enquanto escolhia um livro.⠀
• Não levo desaforo pra casa.⠀
• Costumava capturar um Suriel pra fazer o meu tema de casa.⠀
• Tenho o hábito de destruir cortinas.⠀
• Não suporto ficar trancada em lugares primaveirescos.⠀
• Tenho duas irmãs mais velhas.⠀
• Já visitei algumas cidades que praticamente não existem no mapa.⠀
• Tenho uma tatuagem no braço.⠀
• Amo o céu, principalmente durante a noite.⠀
• Tenho asas illyrianas e de vários outros tipos também e orelhas pontudas.⠀

Por último, mas não menos importante e que talvez até possa deixar vocês um pouco chocados:

• Meu Parceiro é o Grão Senhor da Corte Noturna, porém, ainda não nos conhecemos pessoalmente. Estamos esperando o próximo Calanmai. ⠀

Não há argumentos contra estes fatos, né? Hahahahahahahah 🖤.⠀
Mas e vocês, pertencem a qual Corte? E quais são as justificativas?
Postado à:

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Vamos falar sobre Fallen?
00:25:000 Comentários

[Alerta de spoilers! Nível: Talvez médio.]
Hey humanxs, tudo bem com vocês? Espero que sim e que tenham aproveitado o fim de semana 🖤.

👼🏻|Vamos falar sobre a minha série favorita da vida toda?!⠀

Apesar de eu reconhecer que existem outros livros, com o mesmo tema, que são melhores do que Fallen, ainda assim, pra mim, nada supera esses livros por causa do vínculo emocional que eu tenho com cada um deles.

Enquanto todos estavam se apaixonando por vampiros e lobisomens, eu estava encantada descobrindo a existência de vários anjos caídos maravilhosos (em especial o Cam, pq né ♥).

Fallen foi a minha primeira paixão literária. O que de fato me fez dar mais atenção aos livros e começar a ler mais. Comecei a ler estes livros em 2012 e devorei quase todos os livros, porém, empaquei no final de Êxtase e demorei 5 anos pra conseguir terminá-lo. "É medo de acabar que chama?" Hahaha.

Mas dissecando, brevemente, cada um deles...⠀

● Fallen: Eu sofri com o início por achar super confuso. Mas depois que a história foi fluindo e mds! Na época que eu li, aquilo parecia ser a coisa mais criativa que podia existir.

● Tormenta: Esse é o meu livro favorito! Nada supera aquela cena do Daniel e a Luce dançando em cima do oceano com a lua de plano de fundo ♥️.

● Paixão: Na minha opinião, esse é o pior livro. Além de ser confuso, ele é extremamente repetitivo. E quem é que não sabia desde o início quem o Bill era? Aff.

● Êxtase: Esse livro apenas me destruiu! Que final maravilhoso e que reviravolta! Eu sempre fui muito de comparar Fallen e Hush, Hush e de dizer que Hush, Hush era melhor em tudo, porém, aquele final pombo não consegue chegar aos pés desse final de Fallen.

★Bônus:

▶Vocês preferem o Cam ou o Daniel?⠀
Sempre achei o Daniel muito água com açúcar, já o Cam... Bom, ele sempre teve o meu coração.

▶Vocês já superaram a morte da Penn?⠀
Eu particularmente sofro com isso até hj e acho que sofrerei eternamente.

▶O que acharam o filme?
Bom, eu não vejo o filme como uma adaptação. Pra mim ele foi apenas inspirado em Fallen. Então tudo okay, até gostei um pouco.


▶O que acharam do fato de a Luce "ser quem ela é"?⠀
Quando eu li aquilo apenas surtei e já fiquei com medo de que a Lauren não conseguisse amarrar as pontas direito. Mas me surpreendi e acho que isso enriqueceu muito a história.

[SPOILER LIBERADO NOS COMENTÁRIOS]
Postado à:

sábado, 7 de abril de 2018

Primeiras impressões: Trono de Vidro - Sarah J. Maas
23:59:000 Comentários

💙Hey humanxs!

Sim, eu finalmente comecei a ler Trono de Vidro!
Esse foi de longe o livro que mais me indicaram, tanto aqui no ig quanto em grupos de leitura, então eu senti que realmente precisava dar uma chance pra ele. Principalmente depois de ter lido Corte e de, consequentemente, ter surtado com o universo que a Sarah criou!!⠀
Porém, ainda não conclui a leitura do primeiro livro de Trono de Vidro por motivos de... Estou mergulhada numa ressaca literária de outro livro que terminei recentemente.

⛓️| Minhas primeiras impressões sobre Trono de Vidro:⠀
Desde que eu vi as edições brasileiras, odiei elas e continuo não gostando. Acho a capa super feia e a fonte é razoavelmente pequena, o que me faz sofrer um pouco.
Mas quanto a história... Estou apenas amando! A leitura é mega arrastada até mais ou menos a metade do livro, mas tenho a sensação de que do meio pro final ela flui tranquilamente.
📚|Ps: Celaena terá o meu coração eternamente! Que mulherão da porr*♥

Vou deixar a sinopse abaixo, caso você ainda não conheça Trono de Vidro 👇🏻

Nas sombrias e sujas minas de sal de Endovier, um jovem de 18 anos está cumprindo sua sentença. Celaena é uma assassina, e a melhor de Adarlan. Aprisionada e fraca, ela está quase perdendo as esperanças quando recebe uma proposta. Terá de volta sua liberdade se representar o príncipe de Adarlan em uma competição, lutando contra os mais habilidosos assassinos e larápios do reino. Endovier é uma sentença de morte, e cada duelo em Adarlan será para viver ou morrer. Mas se o preço é ser livre, ela está disposta a tudo.
Postado à:

quinta-feira, 29 de março de 2018

Minha TBR para a #Maratona24hNoSleep
15:05:000 Comentários

▷ #Maratona24hNoSleep ◁

A maratona organizada pela Tamirez do @resenhandosonhos consiste basicamente em permanecer acordado durante 24h e lógico, lendo. Confesso que essa é a primeira maratona literária da qual eu participo, porém, já vou deixar claro que talvez eu acabe flopando um pouquinho. Mas, o motivo é super justificável, já que eu ainda vou estar maratonando, mas no caso será uma série (Desventuras em Série).

Mas, sem mais delongas, vamos falar sobre a minha TBR! O meu objetivo não é concluir a leitura de todos esses livros, mas sim dar uma boa adiantada na maioria deles.

🏰| Trono de Vidro - Sim, eu pretendo finalmente ler esse livro! E essa talvez seja a minha meta mais gulosa da maratona haha. Pois eu quero começar por ele e concluir a leitura até +/- umas 5h da manhã.

👸🏻| A Rainha Vermelha - Como vocês já sabem, eu estou participando de uma leitura coletiva desse livro, então vou ler apenas 32 páginas pra me manter dentro do cronograma.

👼🏻| Êxtase - Tomei coragem e tô terminando a leitura desse livro! Sim, depois de anos de enrolando pra ler os últimos capítulos eu finalmente decidi ler. Mas só porque eu infelizmente peguei um spoiler :/. Como eu voltei alguns capítulos pra conseguir me situar na história novamente, pretendo ler as últimas 105 páginas.

👻| O Iluminado - Esse é o único livro que eu não estipulei quantas páginas ler. Apesar de ele ser a minha leitura atual, estou tentando diminuir um pouquinho o ritmo, porque eu tenho o costume de fazer isso com os livros do King pra poder aproveitar mais a leitura.

👺| Creepshow - Escolhi esse livro baseado nas dicas e conselhos de outras pessoas que já participaram da maratona. Então, uma HQ pra dar uma relaxada haha. Como eu já li o primeiro conto, faltam pouquíssimas páginas pra concluir a leitura. ⠀

❓|Pergunta: Você também pretende participar da maratona? Me conta aqui nos comentários e também me diz se você já leu algum desses livros da minha TBR.
Postado à:

sexta-feira, 9 de março de 2018

Minhas personagens femininas favoritas!
01:34:000 Comentários

Hey humanxs!

Antes de mais nada, feliz Dia da Mulher à todas as mulheres incríveis que seguem o Profundez♥
E um dia como hoje pede um post especial! Então, escolhi algumas personagens femininas incrivelmente fortes e que precisam ser enaltecidas.

🌪| Corte:⠀
❝Eu não era um bicho de estimação, não era uma boneca, não era um animal. Era uma sobrevivente e era forte. Não seria frágil ou indefesa de novo. Não seria, não poderia ser destruída. Domada.❞

•Feyre: No primeiro livro da serie a "fêmea humana", que parecia frágil e indefesa, se torna a pessoa mais forte. Ela simplesmente salva todas as 7 Cortes enquanto 99,9% dos feéricos, ficavam sentados morrendo de medo.
•Morrigan: Uma guerreira ao pé da letra. Apesar de ter tido o seu coração quebrado em incontáveis pedaço e precisar ter que esconder certas coisas sobre sua vida, ela se tornou uma das melhores guerreiras da Corte Noturna.

🐦| Caixa de Pássaros:
❝Malorie está remando pelo que parecem ser três horas. Os músculos de seus braços queimam. A água fria balança no fundo do barco...❞

•Malorie: Uma mãe que de fato fez todo o possível pelos seus filhos. Protegeu cada um deles dá melhor forma que pode, enquanto estava isolada em uma casa num mundo completamente estranho e repleto de perigos espreitando à todo instante. E que, por mais cansada que estivesse, não desistiu um segundo sequer até ter certeza de que eles estavam em segurança.⠀

🌬| Belas Adormecidas:
❝Não diga mulherzinha querendo dizer uma franqueza. Se sua mãe não ensinou isso, deveria.❞

•Janice: Diretora de um Instituto Penal para Mulheres que acima de tudo, tem uma empatia admirável. Do tipo de pessoa que enfrenta qualquer um ou qualquer coisa para fazer justiça.
•Vanessa Lampley: Guarda de um Instituto Penal e nossa campeã de queda de braço e uma das personagens mais corajosas que eu já conheci. Do tipo que não se entrega a nada até fazer a coisa certa.
•Lila: Xerife de um Departamento de Polícia e o tipo de pessoa que já nasceu com o espírito de liderança e sem problema nenhum quanto a dar a cara a tapa e fazer o que precisa ser feito.

❓| Pergunta: Qual sua personagem favorita e porque? Me conta aqui nos comentários ^^
Postado à:

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Quotes: Will & Will - John Green e David Levithan
01:25:000 Comentários

Hey humanxs!
Antes de mais nada eu preciso dizer que essas quotes estão entre as minhas favoritas do mundo todo. Pois elas me atingiram de um jeito inexplicável e me fizeram refletir sobre várias coisas que acontecem durante a vida. Coisas boas e ruins, coisas que não podemos evitar e que apenas vão continuar se repetindo, já que algumas delas não vem acompanhadas de duas opções para que possamos escolher a melhor. Elas simplesmente acontecem.

❝Quando você acorda de manhã, senta, põe os pés no chão e se levanta. Você não escorrega até a borda da cama e olha pra baixo pra se certificar de que o chão está lá. O chão está sempre lá. Até o dia em que não está.❞

❝Porque toda manhã quando acordo, tenho de me convencer que, sim, no fim do dia, serei capaz de fazer algo bom. Não por mim... Mas pelos meus amigos. Por outras pessoas.❞

❝Ninguém me disse como lidar com coisas assim. Abrir mão não devia ser indolor se você nunca aprendeu a segurar?❞

❝O amor é o milagre mais comum.❞

❝A verdade, porém?
Todo mundo tem uma.
Essa é a nossa maldição e a nossa benção. Essa é a nossa tentativa e nosso erro é nossa coisa certa.❞

❝Eu só quero que você fique feliz. Comigo, com outra pessoa ou com ninguém. Só quero que você fique feliz. Quero que fique de bem com a vida. Com a vida como ela é. E eu também. É tão difícil aceitar que vida é ser arrebatado. É ser arrebatado e aterrissar. Ser arrebatado e aterrissar. Concordo que não é o ideal. Concordo. ❞


Gostaram das quotes? Me contem aqui nos comentários 💞
Postado à:

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Resenha: Will & Will, um nome, um destino - John Green e David Levithan
01:20:000 Comentários

Título: Will & Will, um nome, um destino.
Autores: John Green e David Levithan
Ano: 2015 
Editora: Galera Record
Número de páginas: 348
Minha classificação: 4★’s

▶Sobre a edição:
A minha edição é simplesmente horrível! Folhas brancas quase transparentes, capa sem orelhas e super frágil que já começou a “descascar” assim que tirei o plástico e sem falar dos erros que eu encontrei durante a leitura. Porém, já vi outras edições maravilhosas. Ou seja, eu que dei má sorte de ganhar essa.

▶Sobre os personagens:
Como de costume nos livros do tio João Verde, os personagens são adolescentes e extremamente peculiares. Mas ao mesmo tempo nós meio que já começamos o livro esperando por personagens exatamente daquele jeito. E bom, é impossível não amar o Tiny Cooper até mesmo quando estamos odiando ele.

▶Sobre a história:
Em Will & Will nos conhecemos dois garotos com o mesmo nome, Will Grayson. No entanto, essa é praticamente a única coisa que eles têm em comum. Mas apesar de serem super diferentes um do outro, em vários momentos nós conseguimos nos identificar com os dois e ao mesmo tempo entender muito bem o que eles sentem.

Antes de começar a ler este livro eu achava muito que o foco principal era abordar temas como homofobia, já que um dos Will’s é gay e pelo fato de o livro ter sido “vendido” justamente frisando esta parte. Mas não foi bem isso que aconteceu. Na verdade, o foco mesmo parece ser a adolescência e diversos dramas que vivemos nesta fase da vida. O que obviamente me fez passar por uma chuva de nostalgia, principalmente porque eu já vivi várias coisas parecidas com o que era citado no livro.

Mas o que me fez colocar esse livro entre os meus favoritos? Tiny Cooper. Sim, ele é um personagem irritante em alguns momentos mas ao mesmo tempo é simplesmente incrível. Consegui observar o quanto ele cresceu ao longo das páginas a ponto de se tornar praticamente o personagem principal. E no final do livro, ele e os Will’s deixam uma mensagem de amor e respeito tão linda que certamente não teria sido possível se ele não existisse na história.


Sem falar que eu me identifiquei muito com ele e com o quão leonino ele parecia ser haha. ⠀
Se este livro estiver aí de enfeite na sua estante, como foi no meu caso, eu realmente acho que você precisa dar uma chance pra ele. Porém, pode ser uma leitura que te decepcione um pouco. Então, nada de criar muitas expectativas. Ele é um livro leve, gostoso de ler, divertido, emocionante (chorei horrores no final) mas não é nada muito surpreendente e diferente de outros livros que já existem.


Acho que o que realmente vai definir o quão bom esse livro é, será o tipo de ligação emocional que você terá com ele. Aliás, as minhas experiências com livros do John Green são exatamente assim, apesar de achar a escrita dele super fluída são poucos os livros que me chamam atenção e eu sempre acabo me apegando à eles. Já quanto ao David Levithan, não posso falar muito pois nunca li nenhuma obra individual dele.

Ps: Caso você não goste de livros com muitos palavrões, com certeza vai odiar a escrita dos autores neste livro. Pra mim foi super tranquilo, já que realmente não tenho muitas papas na língua.


❓| Pergunta: Você já leu este livro ou pretende ler? Me conta aqui nos comentários 💙
Postado à:

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Sinopse: Will & Will - John Green e David Levithan
01:15:000 Comentários

🌈| Hey humanxs! Vamos falar de Will & Will?

Will & Will era apenas mais um dos livros que ficaram parados na minha estante por um longo tempo. Mas, ano passado quando eu finalmente li, lembro que fiquei tipo "Porque eu não li isso antes?". Simplesmente por ser um daqueles livros maravilhosos que a leitura flui muito bem e que você realmente não consegue parar de ler. E a história em si é tão linda, aaawn 💞

Confira a sinopse:
Em uma noite fria, numa improvável esquina de Chicago, Will Grayson encontra... Will Grayson. Os dois adolescentes dividem o mesmo nome e a dor do coração partido. Um Will é amigo do mais expansivo gay de sua escola. O outro precisa explicar à própria mãe sua orientação sexual. Até que Tiny, o melhor amigo gay do primeiro Will, acaba se tornando o possível amor do outro Will. Apesar das origens completamente diferentes, esses inesperados encontros fazem com que os meninos de mesmo nome estejam prestes a embarcar juntos em uma aventura de épicas proporções. Amor adolescente, intriga, raiva, sofrimento e amizade. Tudo isso temperado com doses maciças de comédia.

Ficou curiosx? Em breve terá resenha por aqui 💙.
Postado à:

domingo, 31 de dezembro de 2017

Melhores leituras do ano! - 2017
17:50:000 Comentários


🎆| Olá humanxs!

2017 foi o ano em que o Profundez finalmente nasceu! Então, antes de qualquer coisa, eu gostaria de desejar um espetacular 2018 para cada um de vocês, repleto das melhores e mais incríveis coisas que possam existir nesse mundão. Mas também agradecer a cada um que segue o Profundez e interage com o nosso conteúdo. Muito obrigada!!

Bom, eu pensei em fazer uma retrospectiva, assim como a maioria dos ig's literários estão fazendo. Porém, percebi que sempre reclamamos de algo no fim do ano. Então, a minha retrospectiva será um pouco diferente. Decidi apenas agradecer! Agradecer as minhas melhores leituras de 2017 e ao que cada uma me proporcionou.

#OSorrisoDaHiena: Obrigada por ter me tirado da zona de conforto e me apresentado, tão profundamente, a outro gênero literário. Por ter se tornado a minha melhor leitura de 2017 e me feito pensar sobre uma série de assuntos super importantes. E um imenso obrigada por ter feito com que eu perdesse o meu pré-conceito com autores nacionais. Pois isso me fez descobrir livros incríveis.

#Caraval: Obrigada por ter me ensinado o quão importante a coragem pode se tornar. Por deixar ainda mais claro a importância de arriscar-se.

#Extraordinário: Obrigada por ter dado outro significado, ainda mais belo, a palavra gentileza.

#CaixaDePássaros: Obrigada por me mostrar o quão forte a força de vontade e a esperança podem ser.

#WillEWill: Obrigada por traduzir tão bem toda a beleza do respeito e da empatia.

#CorteDeNévoaEFúria: Obrigada por me embriagar de amor, coragem, respeito, amizade, confiança e empatia. Mas também, por ter representado tão bem a força feminina.

E quanto aos autores… Obrigada por nos presentearem com obras tão belas. Por acreditarem, assim como nós, no poder de um livro. No quanto a leitura pode mudar uma vida. Somos imensamente gratos por isso.

E caso os livros possam ouvir… Obrigada por me fazerem companhia durante um ano não tão bom assim. Por deixarem tudo mais confortável. Por me entenderem melhor do que ninguém.

E, em especial, para o meu livro que tá no forno a um bom tempo já… Aguenta aí filho, porque esse ano vai!! Haha ♥
Postado à:

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Qual foi a tua primeira paixão literária?
17:11:000 Comentários

👼🏻|Hey humanxs!!

O post de hoje é um pouquinho diferente e, de certa forma, até mesmo especial. Pois ontem, dia 19, o Profundez completou 1 mês de existência "real" haha. Digo "real" porque foi de fato um mês em que planejamos posts, nos dedicamos e nos esforçamos para trazer um conteúdo bacana para vocês. No entanto, o Profundez já existe a bem mais de um mês. Mas como vocês podem ver, as outras tentativas não deram muito certo. Porém, o que vale é o agora, não é mesmo?! Eu particularmente posso dizer que o Profundez se tornou uma forma de terapia pra mim. E que ele já deu mais do que certo!! Pois, sim, eu achava que iríamos desistir antes do primeiro mês (um pouco pessimista eu? Talvez! Haha). Em fim... Pra um post tão especial eu obviamente precisava falar de Fallen.

Fallen foi a minha primeira paixão literária!! O que me fez pegar gosto pela leitura. O que fez nascer a minha paixão pelos tão polêmicos Anjos Caídos. A história que me acompanhou por muitos anos difíceis e que tem um lugarzinho enorme no meu coração. E que, apesar de eu reconhecer que existem outras histórias semelhantes que são "melhores", Fallen sempre vai ser a minha favorita. Claramente por que eu tenho um carinho imenso por cada um dos livros. Porém, uns 7 anos depois, eu não tive coragem de terminar o último livro. Sim, sou do tipo de leitora que se apega tanto à história e aos personagens que não consegue terminar uma saga.

Mas e você... Qual foi a tua primeira paixão literária?! Me conta aqui nos comentários ♥
Postado à:

Profundez no Instagram: