Profundez: #Filmes
Mostrando postagens com marcador #Filmes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador #Filmes. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 24 de julho de 2019

Filmes: A nostagia de assistir O Rei Leão
20:12:000 Comentários


Informações técnicas:

Título: O Rei Leão
Ano: 2019 (live-action)
Gênero: Aventura
Duração: 1h 58min
Classificação indicativa: 10 anos.
Sinopse: Traído e exilado de seu reino, o leãozinho Simba precisa descobrir como crescer e retomar seu destino como herdeiro real nas planícies da savana africana.
Minha classificação: 8 ★’s





Minha opinião leiga:

Ao contrário de todas as probabilidades, minhas expectativas com esse live-action de O Rei Leão, estavam baixíssimas. Talvez porque pra mim, as versões antigas já eram ótimas, então, mais uma não faria tanta diferença assim, nem com o famigerado queridinho de muitos: o 3D.

Aliás, já vamos começar por este ponto... Filme em 3D? Sinceramente, nesse filme isso não fez muita diferença pra mim, a não ser - é claro - pelo incomodo de ter que usar os óculos. Sim, sou do tipo que não se sente muito à vontade usando eles haha. Mas quanto aos efeitos em si: Bom, eu já assisti alguns filmes em 3D, então acredito que possa dizer que não vi nada tão emocionante nesse.

Mas por falar em emocionante, é óbvio que tive que segurar as lágrimas no cinema. Pra quem cresceu cantando Hakuna Matata é impossível não ficar todo bobo vendo nosso Timão e nosso todo empoderado Pumba brilhando nas telinhas. Até porque, eu não sei vocês, mas pra mim eles sempre foram a estrela do filme. Okay, Simba tem sua fofura e sua importância, mas nada supera essa dupla haha.

O Rei Leão é relevante em algum sentido? Em vários! Principalmente pelo fato de o time de dubladores ser em grande parte composto por pessoas negras; pela mensagem cheia  de amô que o filme nos passa; pela trilha sonora que na minha opinião continuou perfeita, etc.

Mas no geral, só fiquei com a sensação de nostalgia e feliz por não ter criado tantas expectativas. Claro, é legal assistir uma versão mais recente de algo que assistimos quando crianças. Talvez seja por que já estou um pouco saturada de live-action, mas no quesito imagem e efeitos, não fui tão surpreendida assim.  Esperava algumas mudanças até na própria história, porém, eles foram muito sutis até pra mim. Ou seja, fiquei com a sensação de que preferiram não ousar pra não estragar algo, então optaram por nem arriscar e só manter uma trama quase igual a original.

Resumindo: Vale muito a pena assistir pela nostalgia, ou levar as crianças para conhecer a história do Rei Leão, mas não acho que seja uma boa ideia alimentar expectativas esperando ver algo extraordinário.

Enfim, como estão as suas expectativas? Você já assistiu O Rei Leão? Me conta aqui nos comentários e vamos socializar!


Trailer oficial do filme:

Postado à:

segunda-feira, 17 de junho de 2019

Filmes: Vamos falar sobre I AM MOTHER?!
22:07:001 Comentários



Informações técnicas:


Título: I AM MOTHER
Ano: 2019
Gênero: Ficção científica e fantasia
Duração: 1h 53min
Classificação indicativa: 14 anos.
Sinopse: Após a extinção da humanidade, uma adolescente criada por uma robô encontra outra humana começa a questionar tudo o que aprendeu sobre o mundo.
Minha classificação:★’s



Minha opinião leiga:

É claro que apenas o fato de ter descoberto que a minha rainha Hilary Swank estava no elenco, já foi motivo suficiente pra me fazer querer assistir este filme. Mas confesso que não fui com expectativas tão altas assim, já que não costumo gostar muito de filmes que misturam humanidade e máquinas. Ainda mais quando a humanidade basicamente foi exterminada na história. Talvez eu seja um pouco traumatizada por já ter assistido alguns péssimos filmes com esse tema? Talvez haha.

Mas, eis que I AM MOTHER se mostrou um filme emocionante, capaz de me arrancar algumas lágimas.

De fato os humanos morreram e o poder para que a terra fosse reabitada, foi deixado nas mãos mecânicas de uma máquina. Mas, não é apenas uma máquina. É um droid programado para ser mãe, cuidar de seus filhos desde o nascimento.

Por mais bizarra que possa ser a ideia de ter um humano chamando uma máquina de mãe, ao longo do filme acabamos nos acostumando com isso. Tanto que, pra mim, a cena mais emocionante do filme todo foi protagonizada pela mãe (droid) e pela filha (humana).

Mas é claro que tenho muitas considerações a fazer entre o início e o final do filme. A primeira delas é que apesar de não conhecer a atriz que fez o papel principal, achei que ela simplesmente arrasou na interpretação. Ela conseguiu transmitir emoções que considero essenciais para que eu pudesse me sentir dentro da história.

A parte visual também é bem caprichada, mas, considerando que passamos mais de metade do filme trancados em um abrigo de concreto... Bom, eu particularmente esperava que fosse algo bem feito já que não há tanto cenários assim.

Pra mim, um dos grandes pontos desse filme, e também o que conseguiu me prender por quase duas horas no sofá sem nem ter sentido o tempo passar, é que é impossível saber em quem confiar. São tantos sentimentos e situações conflituantes que é impossível você encontrar um meio termo e confiar cegamente naquilo. Mas o que ficou óbvio é que, por mais que sejamos criados por máquinas, nunca vamos deixar de ser humanos.

Enfim, tenho a famigerada sensação de que ficou algo escondido neste filme, não sei dizer o que exatamente. Mas claro, quem já assistiu deve ter percebido algumas pontas soltas e é provável que já tenha criado suas teorias, assim como eu criei as minhas. Mas, preciso confessar que nenhuma delas faz muito sentido haha.

Será que teremos um segundo filme? Ainda não vi nada sobre isso e também não sei se quero acreditar que terá ou não. Gostei deste, mas ao mesmo tempo, sinto que faltou só um pouquinho para concluir tudo. Ou seja, a menos que haja outro lado imenso sobre essa história, fazer um filme só com esse pouquinho que faltou, não faria sentido nenhum.

Mas enfim, essa é só a minha opinião. Agora quero saber a sua! Me conta aqui nos comentários se você já assistiu I AM MOTHER e o que achou.


Se você ainda não assistiu, aproveita e clica aqui pra conferir o trailer.
Postado à:

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Quotes: 50 Tons de Liberdade - E. L. James
20:43:000 Comentários

💞| Hey humanxs! Quem não aguenta mais ver posts sobre 50 tons por aqui? Haha.
Mas é claro que não podia faltar as quotes de 50 Tons de Liberdade pra fechar essas duas semanas de 50 tons, né?!♥

❝Estarei aqui… se você precisar de mim.❞

❝É estranho que eu queira estar com ele o tempo todo?❞

❝Este é o meu lugar favorito. Enterrado, dentro de você.❞

❝...às vezes me assusta perceber o quanto eu te amo.❞

❝Eu gosto de ter você só para mim.❞

❝Eu acho que você só pode estar realmente bravo com alguém que você realmente ama.❞

❝Eu prometo te amar fielmente, abandonando todas as outras, nos bons e nos maus momentos, na saúde e na doença, independentemente de para onde a vida nos leve. Vou protegê-la, confiar em você e respeitá-la. Vou compartilhar suas alegrias, tristezas e lhe dar conforto nos momentos de necessidade. Prometo amar você e manter suas esperanças e sonhos, mantendo-a segura ao meu lado. Tudo o que é meu agora é seu. Eu te dou minha mão, meu coração e meu amor a partir deste momento e até que a morte nos separe.❞
Postado à:

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Resenha: 50 Tons de Liberdade - E. L. James
20:40:000 Comentários

Título: 50 Tons de Liberdade
Autor: E. L. James
Ano: 2012
Editora: Intrínseca 
Número de páginas: 544
Minha classificação: 4★’s

▶Sobre a edição:
A minha opinião sobre as edições é basicamente a mesma sobre a história… São bonitas, isso eu não posso negar. Porém, podia ser muito melhor.


▶Sobre os personagens:
Eu sinto que neste último livro, os outros personagens foram ainda mais esquecidos. Okay, temos alguns desfechos para alguns deles, mas é tudo muito superficial. Parece que tudo se resolve muito rápido. Já quanto a Ana… Eu só amei o quanto ela “se soltou” no final da história. Ela realmente deixou de ser aquela garota bobinha que nós conhecemos lá no início. Mas tudo isso sem interferir no que ela realmente sente pelo Christian. Ou seja, é como se ela finalmente tivesse entendido o que ela sente por ele e o que ela quer ter com ele. Isso, sem sombra de dúvidas, foi essencial para que ela pudesse amadurecer. E quanto ao Christian… Pra mim ele perdeu um pouco a essência. Acho que ele se tornou tão flexível a ponto de, em alguns momentos, ficar um pouco irreconhecível pra mim.

▶Sobre a história:
Antes de mais nada eu preciso deixar claro que não sou muito fã de romances, os que eu costumo ler sempre tem um algo a mais por trás do casal, uma história que me prende ali. Então, as primeiras 100 páginas +/- desse livro foram uma imensa tortura pra mim, pois não acontece praticamente nada! É como se estivéssemos lendo um romance clichê com alguns dramas clichês. Comecei a leitura achando que esse livro era totalmente desnecessário pra trilogia, que a E. L. James poderia ter feito um apanhado do que realmente era importante e feito o segundo livro um pouco maior. Pensei em abandonar ele diversas vezes, mas como eu não consigo deixar um livro pela metade, acabei praticamente me forçando a ler. No entanto, quanto eu li a última página, entendi a função dele na história. Pra mim ficou bem claro que a partir desse livro tudo se tornou um romance um pouco “meloso”, tivemos aquele tão esperado final feliz.


Devo confessar que fiquei muito feliz por esse livro ser de fato o último, pois acredito que realmente não exista mais nada para acrescentar na história. 
Também conheci um lado do Christian que me deixou com um pouco de medo, naquele momento eu até torci pra Anastasia ir embora e abandonar ele pra sempre. Mas, se juntarmos isso aos outros acontecimentos, conseguimos ver nitidamente o processo de amadurecimento dele. De certa forma, podemos dizer que foi uma cena necessária. O que também me deixou super curiosa para ler os livros na visão dele, mas não estou criando muitas expectativas. ⠀


🎞️| Filme:
Estou impactada!! Mas pera aí, não acho que o filme foi maravilhoso, o segundo continua sendo o meu favorito… Porém, eu me surpreendi muito com a organização desse filme. Não sei se foi impressão minha, mas o número de cenas de sexo foram menores e algumas não se estenderam tanto. Achei isso ótimo, pois deu margem para que o resto da história fosse contada, tanto que nós de fato tivemos a oportunidade de ver mais cenas do que nos filmes anteriores. Eu já tinha notado algo assim em 50 Tons mais Escuros, como se eles estivessem experimentando acrescentar mais cenas, por mais que elas tenham sido curtas. Isso realmente foi um enorme ponto positivo. Mas, eu continuei com aquela impressão de que está faltando coisas! Que a autora teve muito material pra criar uma história muito boa, mas não desenvolveu direito. Mas isso aconteceu com os livros também, então nem é muito culpa do filme em si.
A trilha sonora e a parte visual do filme são de tirar o fôlego! Até a música que eu não tinha gostado muito eles souberam usar de um jeito que me agradou bastante.


De geral, eu gostei muito do filme. Acho que ele é bom o bastante pra encerrar toda a história e que sim, vale muito a pena você assistir. Principalmente porque tem cenas que te deixam completamente arrepiada e emocionada. Não vou negar, chorei com esse filme sim e fiquei com vontade de assistir de novo haha. Principalmente porque eu perdi a cena do casamento!! Cuidado com a atrasada haha. Mas assim que eu assistir essa cena, comento nos stories com vocês ♥.


Pergunta: Você já assistiu ou já leu 50 Tons de Liberdade?! Me conta aqui nos comentários ♥. 
Postado à:

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Quem vamos assistir 50 Tons de Liberdade?
20:36:000 Comentários

👙| Hey humanxs... É hoje!!

Quem aí já assistiu 50 Tons de Liberdade?! Nada de spoiler aqui nos comentários, okay?! Mas se quiserem me mandar direct, eu vou adorar. Porém, só vou ler depois que assistir o filme haha.

🌹| Mas as perguntas que não querem calar são:
• Preparados para enfrentar uma fila imensa pra comprar pipoca? • Preparados para aquele constrangimento de sempre de piscar e brotar uma cena de sexo do nada? Ahainahsks.
• Preparados para fazer milhares de comparações com o livro e ficar indignado?

Eu infelizmente só consegui ingressos pra sessão das 21h, por motivos de: Ano passado eu assisti 50 Tons mais Escuros legendado e acabei me rendendo à assistir os filmes legendados. E um aviso muito importante, baseado no meu próprio trouxismo... ⠀
⚠️| Aconteça o que acontecer, não vão embora antes dos créditos acabarem! Ano passado eu fiz isso e adivinhem o que aconteceu... Perdi um trecho do último filme 😭

🍷| Amanhã teremos resenha de 50 Tons de Liberdade (livro + filme), sim ou claro? Por enquanto, eu vou deixar a sinopse aqui, caso você queira alimentar ainda mais as expectativas ou talvez nunca tenha lido os livros e vai assistir ao filme.

📚| Sinopse:
Quando a ingênua Anastasia Steele conheceu o jovem empresário Christian Grey, teve início um sensual caso de amor que mudou a vida dos dois irrevogavelmente. Chocada, intrigada e, por fim, repelida pelas estranhas exigências sexuais de Christian, Ana exige um comprometimento mais profundo. Determinado a não perdê-la, ele concorda. Agora, Ana e Christian têm tudo: amor, paixão, intimidade, riqueza e um mundo de possibilidades a sua frente. Mas Ana sabe que o relacionamento não será fácil, e a vida a dois reserva desafios que nenhum deles seria capaz de imaginar. Ana precisa se ajustar ao mundo de opulência de Grey sem sacrificar sua identidade. E ele precisa aprender a dominar seu impulso controlador e se livrar do que o atormentava no passado. Quando parece que a força dessa união vai vencer qualquer obstáculo, a malícia, o infortúnio e o destino conspiram para transformar os piores medos de Ana em realidade.


🤵| Ps: É bom que tenha a cena do casamento mesmo e que ela seja perfeita, se não eu não respondo por mim. E.L. JAMES VOCÊ ME DEVE ISSO!!

👰| Ps2: Bom, agora eu preciso me apressar pois a Sra. Grey está me esperando. Com licença, haha😘.
Postado à:

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Resenha: 50 Tons Mais Escuros - E. L. James
20:29:000 Comentários

⛓️| Sinopse:
Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Anastasia Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.

🍷| Minha opinião:

📖 | Livro:
Classificação: 4★’s.
O que falar sobre esse livro? Ele simplesmente te faz ter um ataque cardíaco a cada 50 páginas. Na minha opinião, ele realmente é um livro com mais ação do que os outros. Pois, para mim, pareceu que tudo acontecia muito rápido, o ritmo que isso deu ao livro foi simplesmente maravilhoso e me fez devorá-lo em pouquíssimos dias. 
Achei fascinante a oportunidade de observar o Christian finalmente cedendo um pouco e provando o quanto está apaixonado pela Anastasia. No entanto, percebi que com isso a autora mudou muito o foco da história. Em alguns momentos parecia que eu estava lendo um romance clichê sem muita história envolvida. Mas o final… O que foi aquilo? E aquele capítulo extra? A gente já coloca o livro na estante desesperadas pra ler o próximo. Mas, apesar de eu ter adorado esse livro, ele não foi o meu favorito da trilogia.

🎞️| Filme:
Por incrível que possa parecer, o segundo filme conseguiu me dar uma injeção de esperanças haha. Até o momento, eu considero esse o melhor filme da trilogia… Principalmente por causa da trilha sonora. Continuamos com o problema de ter inúmeras cenas de sexo e poucas sobre a verdadeira história do livro? Sim. No entanto, eu achei que esse filme conseguiu transmitir a essência do livro. Até em cenas assim, nós conseguíamos perceber alguns detalhes importantes que ajudavam a contar a história. E a escolhas que quais partes cortar me pareceram muito bem pensadas, ao contrário do filme anterior.

❓| Pergunta:
O que você achou sobre 50 Tons mais escuros? Me conta aqui nos comentários. Eu vou adorar saber🖤
Postado à:

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Resenha: 50 Tons de Cinza - E.L. James
20:18:000 Comentários

⛓️🍷| Hey humanxs, tudo bem com vocês?!

Como praticamente todo mundo já conhece 50 Tons, eu não resenhei os dois primeiros livros. Ou seja, os posts vão conter apenas uma breve sinopse e a minha opinião sobre os livros e os filmes. Bora conferir?!

⛓️| Sinopse:
Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja - mas em seus próprios termos. Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso - os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos.

🍷| Minha opinião:

📖 | Livro:

Classificação: 4,5's ★
Talvez esse seja o meu livro favorito da trilogia. Porém, sou suspeita a falar já que tenho a tendência de gostar mais dos primeiros livros de uma trilogia ou saga. Pois eu adoro descobrir personagens novos e também todo aquele estranhamento que eles sentem entre si. No entanto, eu acho que esse livro nos deixa com aquele tal "quero mais". Principalmente por culpa daquele final que nos deixa com o coração na mão e com um misto de emoções em relação ao casal. Sem falar que inevitavelmente criamos uma certa expectativa de que o próximo livro irá trazer mais detalhes sobre o passado do Christian. Os personagens são muito bem apresentados, mas conseguimos perceber que eles escondem alguns segredos. Algo que eu preciso citar são os e-mails da Anastasia com o Christian, e vice versa, eu simplesmente adorei isso. Só não dei 5 estrelas porque esperava que a autora desenvolvesse certas coisas um pouquinho mais.


🎞️| Filme: 
Eu considero esse o pior filme da trilogia!! Se o foco não tivesse sido tanto em cenas de sexo, provavelmente até os próximos filmes teriam ficado melhores. Porém, várias pessoas aceitaram isso e começaram a ver 50 tons dessa forma. Na minha opinião, eles deviam de fato ter desenvolvido mais o tema principal (BDSM) a ponto de deixar claro que isso não se resume apenas em relações sexuais. Em alguns momentos eu senti que o filme foi feito por pessoas que não entendiam nem 1% do assunto e esqueceram eu havia uma história por trás disso. Isso explica por que ficou tão ruim!

Mas e você, o que acha do primeiro livro/filme da trilogia de 50 Tons?! Me conta aqui nos comentários 🖤.
Postado à:

Profundez no Instagram: