RESENHA: Uma Mulher na Escuridão - Charlie Donlea - Profundez

domingo, 31 de janeiro de 2021

RESENHA: Uma Mulher na Escuridão - Charlie Donlea


Título: Uma Mulher na Escuridão 
Autor: Charlie Donlea
Editora: Faro Editorial
Número de páginas: 304
Minha classificação: 5 ★’s

_________________
▶ Sobre a história:

Após a morte de seu pai, Rory Morre - uma investigadora forense - se vê incumbida de limpar o escritório dele. Assim, ela descobre que ele estava representando um Serial Killer que fora condenado 40 anos atrás. Por estar próximo de uma soltura condicional, ela é forçada a assumir o papel de advogada do criminoso.
No verão de 1979, 5 mulheres desapareceram em Chicago. Mas, apenas uma foi responsável por sua prisão: Angela Mitchell. No entanto, agora seu cliente deseja que ela encontre esta mulher misteriosa.
Mas, certamente, Rory não está preparada para descobrir a verdade... 

_______________________
▶ Sobre os personagens:

Apesar de ter gostado da maioria dos personagens e me apegado em muitos deles, isso não me impediu de criar teorias mirabolantes para cada um.
A Rory, com toda certeza do mundo, é a minha favorita e atualmente dona do meu coração.
No geral, gostei muito da construção dos personagens. Não é algo mega detalhado, mas ao mesmo tempo não deixa a desejar. 

________________
▶ O que eu achei:

Meu primeiro contato com as histórias do Charlie Donlea já foi como? Entregando meu coração em uma bandeja!

O autor simplesmente criou uma trama cheia de mistérios e reviravoltas. Me fez perder o fôlego em vários momentos, mas também me fez chorar com algumas descobertas e cenas pra lá de emocionantes. Sem falar das ligações que ele traçou entre os personagens, o que me deixou com um quentinho no coração.

Sou o tipo de leitor que sempre se confunde quando o livro mescla passado e presente. Mas nessa história, isso não aconteceu. O Donlea me situou muito bem durante essas trocas, o que também fez com que eu ficasse com aquela ansiedade boa esperando para que elas acontecessem com mais frequência. 

Acredito que parte disso seja pelo fato de ele citar outros serial killers que foram descobertos nos anos onde a história se passa. Assim, consegui usar isto de ponto de referência e estabelecer uma conexão mental. 

Bom, o final por si só já foi tudo o que eu queria. Fechei o livro com a sensação de ter sido "vingada", sabe? Quando a gente fica com a consciência limpa e feliz pelos personagens haha.

Sobre a escrita do autor, posso dizer que ela é simplesmente incrível. Foi meu primeiro contato, mas amei demais a forma direta como ele nos conta uma história. Em Uma Mulher na Escuridão, não temos voltas desnecessárias ou descrições exageradas. Tudo parece estar na medida correta, o que contribuiu muito para uma leitura fluída e prazerosa.

Esta foi nossa leitura coletiva de Fevereiro do @3oclockreadingclub e termino dizendo à vocês que, já ficamos ansiosos para embarcar na sequência com nossa Rory Morre ❤️. 

"Alguns escolhem a escuridão; outros são escolhidos por ela"



Nenhum comentário:

Profundez no Instagram: