Resenha: A Corrente - Adrian McKinty - Profundez

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Resenha: A Corrente - Adrian McKinty


Título: A Corrente
Autora: Adrian McKinty
Editora: @grupoeditorialrecord
Número de páginas: 378
Minha classificação: 5★’s

__________________
▶Sobre a história:


Imagine que você tem uma filha e em determinado dia, ela sai para ir para a escola e desaparece. Mas antes que você perceba que ela não retornou após o fim das aulas, seu celular toca. Um número desconhecido. Uma voz alterada por algum programa hacker lhe informa que sua filha foi sequestrada. Para salvá-la você precisa conseguir uma quantia em dinheiro, mas para resgatá-la precisará sequestrar outra criança e dar seguimento à Corrente.



_________________
▶Sobre os personagens:


Rachel é nossa personagem principal e também responsável por transmitir toda carga emocional da  história. Ao longo das páginas, vamos nos deparando com uma mãe capaz de fazer tudo por sua filha e uma mulher forte, capaz de enfrentar um câncer em meio à um furacão.
Em vários momentos fiquei chocada com a coragem da Rachel e apesar de tudo, foi  incrível acompanhá-la neste thriller arrepiante e ao final do livro, descobrir que ela se tornou uma das minhas personagens favoritas simplesmente por ser real.



_________________
▶O que eu achei:


Depois de todo burburinho ao redor deste livro, tratei de esperar a poeira baixar e lê-lo quando as minhas expectativas também baixassem. Porém, desta vez Stephen King não nos mentiu, pois A Corrente é realmente tudo que promete ser.

Com uma escrita leve e instigante, o autor nos faz devorar o livro em um piscar de olhos. Sem mencionar minhas noites repletas de insônia quando a história simplesmente se recusava a sair da minha cabeça. Pois é realmente uma história única. Você pode ter lido uma história sobre uma Corrente, mas aposto que nunca leu uma como esta.

Durante a leitura, praticamente rói os ossinhos por tanto suspense e pela sensação constante de que algo daria errado à qualquer momento. O fato de o autor usar as redes sociais em suas críticas sociais só fortaleceu esse pensamento. Pois a verdade é que as redes nos tornaram transparentes em um nível assustador e perigoso. Não sabemos com quem estamos nos comunicando, não sabemos quem está nos assistindo... E nem todas as pessoas são boas e confiáveis. 

Sim, eu descobri quem eram os idealizadores da Corrente assim que eles apareceram na trama. Mas, isso não fez o final deixar de ser impecável aos meus olhos. Pois saber um nome, não é o mesmo que saber os motivos e histórias pessoais. Essa parte só foi revelada no final, então, as duvidas e teorias se acumularam aos montes até lá.

Apesar de ser um thriller, o desfecho conseguiu me fazer sentir aquele calorzinho no coração e nutrir esperanças de que, em algumas situação, o mal pode sim ser derrotado.


"A gente acredita nas pessoas até ver o que elas são de verdade."




Nenhum comentário:

Profundez no Instagram: