Resenha: A Chama de Ember - Colleen Houck - Profundez

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2020

Resenha: A Chama de Ember - Colleen Houck


Título: A Chama de Ember
Autora: Colleen Houck
Editora: Arqueiro
Número de páginas: 329
Minha classificação: 4,5★’s

______
▶ Sobre a história:

Ainda humano, Jack fez um pacto com um demônio para salvar sua cidadezinha de uma maldição. Agora, anos depois, ele continua a cumprir sua parte no acordo sendo o responsável por vigiar alguns dos portais que dão acesso ao reino mágico.
Jack sempre foi o Lanterna mais confiável e responsável... Bom, pelo menos até conhecer Ember.
Ember é uma jovem bruxa que, após descobrir a existência de outro mundo, faz de tudo para enganar Jack e conseguir atravessar o portal. Quando ela finalmente consegue, ele não se vê com outra escolha se não abandonar seu posto e correr para salvar Ember.


_________
▶ Sobre os personagens:

Ember é a nossa protagonista e, na minha opinião, Colleen não poderia ter construído uma personagem melhor! Ela é forte, corajosa, ousada, confiante, teimosa na medida certa e uma das bruxas mais inteligentes que já conheci. Se Ember quer algo, ela aprende ou descobre como fazer. Não há homem no mundo que lhe coloque limites.
Jack, por sua vez, também é incrível e diferente de muitos homens da história, pois apesar de todo medo de que Ember se machuque, ainda consegue perceber o que é certo e o que é errado.
Bom, eu poderia ficar horas falando sobre todos os personagens, pois a qualidade da construção de cada um deles é fantástica. De modo geral, posso dizer que a Colleen fez um trabalho espetacular criando histórias incríveis e únicas para cada um deles. Sem falar das críticas sociais que ela inseriu ao longo das páginas. Pois temos personagens que são emocionalmente manipulados por outros, personagens que procuram outros para curar suas feridas emocionais, personagens capazes cometer atos perversos e que dizem fazer tais coisas em nome do amor.


______
▶ O que eu achei:

Colleen pisou no meu coração com estilo!

No início da leitura, algumas coisas me deixaram super confusa e ativaram alguns pré-conceitos que ainda possuo. Mas, ainda bem que isso não foi o fator de peso na decisão de continuar a leitura ou não. Pois se eu tivesse decidido parar, teria perdido a oportunidade de conhecer um universo fantástico.

A Chama de Ember nos dá uma nova visão para a lenda do Cavaleiro Sem Cabeça, mas ao mesmo tempo nos mostra histórias de bruxas maravilhosas que, mais uma vez, foram injustiçadas e taxadas como algo maligno. Aliás, conhecer a visão de diversos personagens contribui e muito para que consigamos distinguir o certo e o errado. Coisas que, com apenas uma visão, pareciam normais se tornam surreais quando ouvimos o outro lado da história.

Apesar de termos pontos sérios e super relevantes, também temos momentos de descontração. Dei muitas risadas ao longo desta leitura, principalmente com elementos únicos e super fofos. Mas, ao mesmo tempo sofri horrores com alguns personagens e suas histórias, o que claramente só me fez admirá-los ainda mais.

Sim, temos histórias de amor neste livro. Mas te garanto que não são as famigeradas "água com açúcar", o que não é necessariamente ruim, na verdade só depende do seu gosto. Porém, neste universo criado pela Colleen, temos histórias avassaladoras. Histórias de tirar o fôlego, de tirar o nosso sono pois não conseguimos parar de pensar nelas e no que os personagens devem ter sentido.

Já a escrita da autora é algo apenas maravilhoso! Colleen nos prender em um ritmo de leitura surreal, principalmente por toda ação  que há no livro e todas as inúmeras reviravoltas na trama. Sem falar de sua capacidade espetacular em criar diálogos inspiradores e arrepiantes. Com uma frase curta, ela é capaz de quebrar ou colar cada pedacinho de nossos corações.

A  autora também consegue inserir detalhes e explicações de uma forma tão leve e gostosa que nem percebemos o gancho, as coisas simplesmente se conectam automaticamente  em nossas cabeças. E claro, Colleen nos faz de trouxa ao direcionar a história pra um ponto e após uma reviravolta gigantesca, encaixar todas as peças nos mostrando que estávamos complemente errados em absolutamente todas as teorias que criamos.

"Se é tão impecável assim, por que não 5 estrelas?"

Simples, a autora construiu ganchos maravilhosos para um segundo livro, coisas  gigantescas que com certeza renderiam muito  mas nos dois últimos capítulos, resolveu amarrar todas as pontas dando conclusões  bobas e sem sentido nenhum.

O universo criado por ela é, definitivamente, muito rico para ser explorado em apenas um livro. Tantas coisas que foram citadas brevemente e que me deixaram ansiosíssima pra  conhecer mais sobre, simplesmente não vão existir. Sim, a autora deixou claro que seria um  volume único.

Também fiquei chateada com a rapidez do desfecho, em um piscar de olhos tudo foi resolvido. Faltou voz aos personagens, o que daria sentimento ao final e não o deixaria assim tão frio e forçado. 

Pra mim, ficou claro que a Colleen queria concluir o livro logo e que a história se prolongou demais perto do que ela talvez teria planejado. Mas, preferia mil vezes um final aberto do que algo assim. Ainda é um livro incrível e eu super vou recomendar pra todos os meus amigos, mas, já alertando pra não criarem tantas expectativas com o final. 


"As criaturas com que você mais precisa tomar cuidado são as que se parecem com você... As que tem aparência humana."

Nenhum comentário:

Profundez no Instagram: