Resenha: Especial - Ryan O'Connell - Profundez

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Resenha: Especial - Ryan O'Connell


Título: Especial
Autor: Ryan O'Connell
Editora: @galerarecord
Número de páginas: 223
Minha classificação: 4★’s


▶ Sobre a história:

Em Especial, Ryan nos conta a história de um garoto com paralisia cerebral que se descobre gay... A sua própria história! Uma autobiografia sobre sua trajetória até a descoberta de que não era o centro do universo, no mínimo uma estrelinha em algum recanto da galáxia.


▶ O que eu achei:

Okay, confesso que esse não é meu estilo de livro... Mas eu amei essa leitura! Me identifiquei com muitas histórias e situações, principalmente pelo fato de o Ryan se mostrar tão transparente.

Muitas das histórias contadas por ele me fizeram rir horrores, e claro, outras me deixaram com o coração apertadinho. Assim como nós, ele teve altos e baixos durante a vida. Uma de suas dificuldades, foi conseguir quebrar os padrões que a sociedade impõe quanto à sua paralisia cerebral. Confesso que conhecer a realidade dele me fez perceber alguns pré-conceitos, praticamente automáticos, que eu tinha.

Ryan também criou pontes para várias outras questões. Mostrando de uma forma super leve e descontraída como é ser um jovem nos dias atuais. Todas as crises existenciais que enfrentamos diariamente e que sim, passamos por situações muito parecidas com as que nossos pais passaram quando tinham nossa idade.

A escrita em si é super leve e gostosa, ao ponto de ter me feito devorar o livro em apenas dois dias. Sem falar que - óbvio - gastei parte do meu estoque de post-it destacando um milhão e meio de quotes.

Pra mim, o ponto negativo foi a falta de responsabilidade na fala sobre drogas e álcool. O jeito como o autor abordou esse assunto, fez parecer que é muito fácil entrar e sair dessa. O que todos nós sabemos que não é verdade. Acredito que essa parte poderia ter sido abordada com bem mais seriedade, até porque este livro foi escrito para jovens. Sendo assim, a mensagem não pode chegar como uma brincadeira, como o famigerado "não dá em nada". Se não fosse isso, teria dado 5 🌟 para o livro.

"Só é possível amadurecer quando você começa a ser honesto consigo mesmo sobre quem de fato."


Nenhum comentário:

Profundez no Instagram: