Janeiro 2020 - Profundez

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

Parcerias com editoras 2020 (atualizado 24/01)
18:06:000 Comentários

Oi migos!
Como estamos na famigerada época em que editoras abrem seus incontáveis formulários para selecionar novos parceiros, resolvi fazer um post exatamente sobre isso. Aqui, vou dar algumas dicas e ao fim do post deixarei uma listinha com os formulários de algumas editoras.

PS: Já deixo claro que não sou nenhuma guru editorial, mas, como já tenho dois anos de bookstagram, acho que aprendi algumas coisas e que seria legal passá-las adiante.

Escrita
Acredito que para a maioria esmagadora das editoras esse deva ser um critério de peso. Estamos falando de literatura, então, temos que nos atentar aos erros ortográficos, gramaticais ou até mesmo de digitação. Ás vezes algumas coisas acabam passando despercebidas mesmo depois de uma correção? Sim, mas não erros grotescos. Na duvida, dê um Google pra lembrar como se escreve tal palavra.
Outra coisa importante é você ser claro quanto ao que quer dizer. Por experiência própria, posso dizer que mini roteiros ajudam muito nisso. Assim você mantem o foco e consegue chegar nos pontos que realmente quer.

Fotos
Na minha opinião fotografia não é como fazer um bolo, ou seja, não existe uma receita pronta. Cada um tem o seu jeito de fotografar e com o tempo, vamos descobrindo certos truques que funcionam pra nos e para o nosso ig. O importante é sempre parar e se perguntar: Eu gostei dessa foto? Se sim, ótimo! Caso contrário, continue tentando.
Você não precisa necessariamente seguir um padrão (filtro, ângulo, disposição dos  elementos, etc), então não fique se comparando à outros bookstagram's, por favor.
Fotografar sempre foi uma das partes mais divertidas pra mim, por mais que seja bem cansativo também haha. Então não perca a diversão por medo de não superar expectativas que provavelmente não são nada justas. E não fique pensando que as editoras só escolhem parceiros que tem fotos "impecáveis" e feeds mega organizados, pois isso não é verdade.

Aproveito pra deixar linkado aqui um post no qual compartilhei algumas ideias e truques sobre fotografia.

Opinião sincera
Tudo bem se você não gostou de um livro, pode falar exatamente sobre os pontos negativos. Não tem problema nenhum em falar de um livro que não rolou pra você, o importante é manter o respeito. Ou seja, não ataque o autor, a editora, o capista, a galera do marketing, etc gratuitamente. Gostos nunca são iguais. O que você detesta outra pessoa ama e tudo bem.
Também não tem problema escrever resenhas imensas, o bookstagram é seu.
Algumas editoras já até deixam claro nos formulários que não avaliam a opinião pessoal e sim a estrutura da resenha. Então, não produzam resenhas genéricas só pra evitar falar mal de um livro.

Frequência de posts
Sim, é necessário ter uma frequência de posts. Você não precisa postar todo santo dia, mas 2 à 3 posts por semana já está ótimo. Pois é assim que demonstramos ter uma certa responsabilidade com nosso bookstagram, que estamos produzindo conteúdo e que gostamos do que estamos fazendo.

Afinidade com o catálogo
Não saia se inscrevendo em todas as parcerias.
Primeiro você precisa conhecer a editora e saber se você se identifica com o catálogo deles. Imagina se você passa em uma editora que não tem nada a ver com você e começa receber livros que você não quer ler? Então! Claro, você pode cancelar a parceria depois, mas é um transtorno desnecessário e pode ser que você acabe tirando o lugar de outra pessoa que realmente queria ser selecionado.

Enfim, eu poderia ficar vidas aqui falando sobre esse assunto, mas acredito que por hora basta haha. Mas, antes de ir para a lista de editoras e seus formulários eu preciso dizer que, passar ou não em uma seleção de parceiros de determinada editora não qualifica ou desqualifica o teu bookstagram. Sempre ouvimos alguns não's e tudo bem, pois lá na frente ele pode mudar, nos ensinar algo ou nos fazer perceber que nem queríamos aquilo tanto assim.



Editoras com parcerias abertas:

Rádio Londres 
link do formulário
Prazo para inscrição: 26/01/2020
Resultado: 03/02/2020

Allbook 
link do formulário
Prazo para inscrição: 24/01/2020
Resultado: 31/01/2020

Martin Claret
link do formulário
Prazo para inscrição: 31/01/2020
Resultado: não informado

Faro Editorial
link do formulário
Prazo para inscrição: 31/01/2020
Resultado: 10/02/2020

Editora Inverso
link do formulário
Prazo para inscrição: 03/02/2020
Resultado: 10/02/2020

Planeta de Livros
link do formulário
Prazo para inscrição: 24/01/2020
Resultado: não informado

Monomito Editorial
link do formulário
Prazo para inscrição: 20/02/2020
Resultado: 15/03/2020




Editoras com parcerias fechadas:

Editora Wish
resultado

Editora Corvus  
resultado  

Editora Bookmarks
resultado  

Editora Cherish Books  
resultado 

Editora Fundamento  
resultado 

SESI-SP Editora
Aguardando resultado

Grupo Editorial Pensamento
Resultado em 27/01/2020

Editora Morro Branco
Resultado final de Fevereiro

Grupo Companhia das Letras
Resultado em 21/01/2020

Editora Sonho de Livro 
resultado  

Editora 3DEA
Resultado em 28/01/2020

Grupo Autêntica
Resultado em 31/01/2020

Grupo Editorial Record
Resultado em 10/02/2020

Rocco
Aguardando resultado

Editora Bezz
Aguardando resultado

Intrínseca 
Resultado em 28/02/2020


___________________
Boa sorte à todos! Bjs

Postado à:

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

Resenha: Vow of Thieves: Dinastia de Ladrões - Mary E. Pearson
13:22:000 Comentários

Vow of Thieves: Dinastia de Ladrões - Mary E. Pearson | 459 páginas | @darksidebooks | 5 🌟's

Resenha por @booksofdrez

Voltando ao universo das Crônicas de Amor e ódio, continuamos a acompanhar a trajetória de nosso casal mais querido, Jase, o Patrei de uma família fora da lei, e Kazi, uma soldada da rainha de Venda. De mundos diferentes e deveres que quase os separaram, Kazi e Jase retornam mais unidos do que nunca. A vida deles está prestes a mudar e há muito para se compartilhar com a família Ballenger. Mas quando Kazi e Jase rumam de volta ao lar, com planos traçados e a perspectiva de uma nova e próspera era para todos na Torre da Vigília de Tor, são brutalmente atacados por inimigos que parecem surgir de toda parte. 

Acontece que os traidores capturados por Kazi e levados para serem julgados pela rainha de Venda, não passavam de fantoches do verdadeiro inimigo, o homem que, com um exército de mercenários e aliados que traíram os Ballenger, tomou a cidade na ausência do Patrei.

Todos os objetivos traçados pelo caminho ficam em segundo plano após essa reviravolta que induz Jase e Kazi a se separarem contra sua vontade, fazendo com que cada um seja arrastado para um novo desafio cheio de trevas e terrores. 

A partir daí, vemos o quão Kazi continua forte. O modo como ela luta para se manter viva quando o mundo ao seu redor parece ruir aos poucos. Inicialmente, ela não sabe o que aconteceu a Jase e não sabe quem a está mantendo prisioneira, mas quando os inimigos começam a mostrar os rostos e acima de tudo, mostrar o que são capazes de fazer por poder, ela decide lutar para recuperar o lar dos Ballenger e salvar a família que fora forçada a fugir e se esconder. Com cada um de seus passos sendo monitorados de perto, Kazi precisa fazer mais que malabarismos para distraí-los. Mais que charadas. Ela precisa aprender o jogo deles e apostar alto, usando cada gota de sua astúcia, percepção e perseverança. 

Kazi é a grande heroína da duologia e a autora consegue fazer com que ela seja tudo isso sem deixar de ser uma menina que ainda carrega em seu âmago temores da infância. Uma soldada leal que aprendera a acreditar no amor e por ele, se torna um perigo mortal, subestimado pelo dragão, nosso inimigo odioso que por toda a sua vida arquitetara a destruição dos Ballenger. Aparentemente, nada pode sobrepujá-lo e impedi-lo de seguir com seus planos grandiosos, mas...

Ver Kazi em ação nos prende à leitura a todo instante e somos conduzidos para um cenário de mentiras, segredos, revelações, traição e perigos. Impossível prever o que acontecerá além da próxima curva, mas os passos de Kazi são calculados e quando tudo parece estar perdido, a ajuda vem das pessoas mais improváveis. Com muito mais aventura que o primeiro volume e mais da história dos ancestrais de Jase, o que me fez apaixonar por essa família, Vow of Thieves nos deixa frustrados e chocados com tantas reviravoltas, mas também nos deixa arrebatados com os feitos inspiradores dos personagens. As questões inacabadas são lindamente resolvidas, lições são aprendidas e o perdão é concedido.

Algumas situações e momentos do livro me lembraram de The Heart of Betrayal, o segundo volume das Crônicas de Amor e Ódio (meu volume preferido). O vilão de THOB era terrível, mas sinto que este é pior. Além da sede por poder, os motivos dele são mais sombrios e pessoais.

Em contrapartida, somos presenteados, pela segunda vez, a revermos os personagens principais das Crônicas de Amor e Ódio e saber como estão prosperando não tem preço. Como a trilogia, essa duologia me conquistou por completo e fico feliz por me deparar com uma obra tão incrível, pela qual esperei desde que vi o lançamento lá fora. Para quem ainda não leu as Crônicas, leiam! E se quiserem somente ler Dinastia de Ladrões, sintam-se à vontade! Para quem leu, esta duologia é obrigatória e necessária. Deixe-se fascinar uma vez mais!
Postado à:

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Tag sobre terror!
18:27:000 Comentários

Oi migos!
Pra estrear o feed novo, vim responder uma tag bem curtinha sobre o meu gênero favorito: TERROR!! Encontrei a tag lá no ig da minha dark maravilhosa @livrodores, então dêem uma passadinha lá pra conferir as respostas dela também ❤️.

🌃| Primeira história de terror que eu li:
» Quando eu era pequena, li uma historinha e outra de terror. Mas não eram tão de terror assim. Depois que deixei de ser uma jovem gafanhota, lembro que a primeira história que me fez sentir um calafrio na espinha e tirou meu sono foi Caixa de Pássaros.

🎈| Autor ou autora favorito(a) de terror: » Óbvio que o mestre Stephen King.

📖| Adaptação favorita para o cinema/TV de um livro de terror:
» Atualmente, It: Capítulo 2. Chorei tanto com esse filme e achei tão bem feito que mds, não sei lidar até hoje haha. ⠀
🎃| Livro de terror que gostaria que virasse série ou filme:
» Na verdade o conto Onde Habitam as Sombras do @autorpatrickcorrea virar filme seria o meu sonho todinho.

🧟‍♀️| Autor ou autora de terror que conheceu recentemente e adorou:
» Antes preciso dizer que pra mim, o terror tem várias faces e considero que a maioria dos thriller's, tem uma pegada de terror psicológico. Então, o último autor que eu conheci e a escrita tanto quanto amei a história em si foi o Adrian McKinty, autor de A Corrente.

Por hoje é só!
Antes de ir, aproveite e me conte aqui nos comentários qual foi a primeira história de terror que você leu? Ou caso não tenha lido ainda, comente aqui para que eu te recomende algo haha.
Postado à:

sexta-feira, 17 de janeiro de 2020

Resenha: Especial - Ryan O'Connell
21:19:000 Comentários

Título: Especial
Autor: Ryan O'Connell
Editora: @galerarecord
Número de páginas: 223
Minha classificação: 4★’s


▶ Sobre a história:

Em Especial, Ryan nos conta a história de um garoto com paralisia cerebral que se descobre gay... A sua própria história! Uma autobiografia sobre sua trajetória até a descoberta de que não era o centro do universo, no mínimo uma estrelinha em algum recanto da galáxia.


▶ O que eu achei:

Okay, confesso que esse não é meu estilo de livro... Mas eu amei essa leitura! Me identifiquei com muitas histórias e situações, principalmente pelo fato de o Ryan se mostrar tão transparente.

Muitas das histórias contadas por ele me fizeram rir horrores, e claro, outras me deixaram com o coração apertadinho. Assim como nós, ele teve altos e baixos durante a vida. Uma de suas dificuldades, foi conseguir quebrar os padrões que a sociedade impõe quanto à sua paralisia cerebral. Confesso que conhecer a realidade dele me fez perceber alguns pré-conceitos, praticamente automáticos, que eu tinha.

Ryan também criou pontes para várias outras questões. Mostrando de uma forma super leve e descontraída como é ser um jovem nos dias atuais. Todas as crises existenciais que enfrentamos diariamente e que sim, passamos por situações muito parecidas com as que nossos pais passaram quando tinham nossa idade.

A escrita em si é super leve e gostosa, ao ponto de ter me feito devorar o livro em apenas dois dias. Sem falar que - óbvio - gastei parte do meu estoque de post-it destacando um milhão e meio de quotes.

Pra mim, o ponto negativo foi a falta de responsabilidade na fala sobre drogas e álcool. O jeito como o autor abordou esse assunto, fez parecer que é muito fácil entrar e sair dessa. O que todos nós sabemos que não é verdade. Acredito que essa parte poderia ter sido abordada com bem mais seriedade, até porque este livro foi escrito para jovens. Sendo assim, a mensagem não pode chegar como uma brincadeira, como o famigerado "não dá em nada". Se não fosse isso, teria dado 5 🌟 para o livro.

"Só é possível amadurecer quando você começa a ser honesto consigo mesmo sobre quem de fato."


Postado à:

quarta-feira, 15 de janeiro de 2020

Resenha: Vilão -  V. E. Schwab
21:00:000 Comentários

Título: Vilão
Autora: V. E. Schwab
Editora: @grupoeditorialrecord
Número de páginas: 364
Minha classificação: 4,5★’s




▶ Sobre a história:

Você já imaginaram como seria ser um ExtraOrdinário? Desenvolver desenvolver habilidades fora do comum após uma experiência de quase morte?

Victor e Eli imaginaram e, mais do que isso, conseguir. Mas brincar com a morte não é tão simples assim, ela sempre toma algo de você.

▶ O que eu achei:


Minha primeira experiência com a escrita da Victoria foi com Um Tom Mais Escuro de Magia e confesso que não tinha curtido tanto assim. Porém, a premissa de Vilão me deixou surtada e ansiosíssima pra me arriscar novamente.


Nos primeiros capítulos, até parecia que estava lendo algo de outra autora. Mas, ao longo dos capítulos me deparei com a mesma Victoria da minha experiência anterior.

A história em si é incrível, a autora construiu um mundo em que heróis são, ao mesmo tempo, vilões. As críticas que ela inseriu ao longo das páginas são impecáveis. Consigo reconhecer que ela é ótima em contar histórias e arrasa nos desfechos. Sem falar que alguns grupinhos de personagens parecem ter sido criados a partir daquela fórmula perfeita, que nos faz falar deles nas redes sociais, usar camisetas com suas frases e claro, torcer para que eles sempre vençam.

Mas, apesar de conseguir perceber tudo isso, acredito que ela não escreva para mim. De alguma forma misteriosa, nunca consigo me conectar com os personagens ou com a história. A leitura acaba de tornando bem difícil pra mim e não me vejo criando teorias ou ansiosa por descobrir o que acontece no fim.

Pelo que vi nas redes sociais, Vilão já tem continuação. Se eu tiver a oportunidade de ler, pretendo dar mais uma chance. Mas, confesso que não estou muito ansiosa para lê-lo.



"Mas tentar faz parte da diversão."

Postado à:

terça-feira, 14 de janeiro de 2020

Café com a Hobb: Primeira leitura de 2020
21:10:000 Comentários


Oi migos! 

» Qual foi ou está sendo a primeira leitura de vocês em 2020?

Eu comecei com a meta de concluir os livros que iniciei em 2019. Então, escolhi Sobre a Escrita do mestre Sk. No entanto, li umas 100 páginas e precisei dar uma pausa novamente.

O livro é sensacional, mas sinto que não estou na vibe para lê-lo. Sobre a Escrita é bem mais teórico, apesar de todas as brisas do King. É um livro pra você anotar dicas, perceber erros que comete na escrita e aproveitar para descobrir as coisas que tem na sua caixa de ferramentas.

Pretendo retomar a leitura em breve, mas enquanto isso, decidi ler A Corrente e até agora estou gostando bastante.
Postado à:

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

Respondendo tag: Belezas do Mundo
21:38:000 Comentários

Oi migos!
Hoje vim responder uma tag bem xuxu que foi criada pela maravilhosa @magadaspaginas ❤️.

🌊| Oceano: um livro profundo que te tirou lágrimas
» Belas Adormecidas ❤️.

🍂| Folha seca: um livro com uma edição frágil ou com uma diagramação ruim
» Cujo. A lombada da minha edição está simplesmente desgrudando e, consequentemente, deixando as folhas bizarramente tortas.

🌹| Flor: o livro mais bonito da estante
» Atualmente Ghost Story é o meu favorito pelos tons roxos da capa.

🌅| Pôr do sol: um livro que leu rapidamente
» Corpos Ocultos. Uma das minhas últimas leituras do ano passado e do qual estou louca pra postar a resenha haha.

🦋| Borboleta: um livro que te fez voar à outras experiências
» Creepyshow. É uma hq, mas eu não tinha o costume de ler hq's. Foi uma nova experiência, como descobrir um universo novo.

🐚| Concha: um livro de capa dura que te inspirou
» O Orfanato da Srta Peregrine para Crianças Peculiares ❤️.

⛰️| Montanha: um livro que te fez enxergar além
» Sobre a Escrita. Ainda não conclui a leitura mas estou descobrindo que vivia em uma série de bolhas quando o assunto era a escrita.

Por hoje é isso!
Aproveite e me conte aqui nos comentários: Qual foi o livro que te tirou de alguma bolha e qual bolha era essa?
Postado à:

quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

Últimos recebidos de 2019
16:23:000 Comentários



Oi migos!
O post de hoje é diferente de todos que já fiz por aqui, mas em um estilo que eu sempre quis arriscar fazer... Um post de recebidos!⠀

Esses foram os últimos livros que recebi em 2019 e, apesar de ainda não ter lido nenhum deles, já estava super ansiosa para tê-los em mãos.

Ascensão é o principal, por motivos óbvios de tio Stephen King. Confesso que me surpreendi um pouquinho com ele por questão do tamanho. Apesar de já ter visto o número de páginas no skoob, acabei visualizando ele maior haha. Sim, é um pouco assustador ver um king tão curtinho haha.

Também estou apaixonada pela edição de Blacksad e VHS. Sem falar que a premissa de As Sombras de Outubro me deixou bem curiosa, principalmente por ter sido escrito pelo roterista de The Killing (uma série impecável).

Enfim, pra conferir as sinopses dos livros é só deslizar até o fim do post. Ah, e aproveita pra me contar aqui nos comentários: Você já leu algum desses livros ou pretende ler?



     




Postado à:

sexta-feira, 3 de janeiro de 2020

Resenha: Objetos Sobrenaturais - Stacey Graham
21:56:000 Comentários

Título: Objetos Sobrenaturais - Histórias reais e Artefatos sombrios.
Autora: Stacey Graham
Editora: @darksidebooks
Número de páginas: 224
Minha classificação: 4,5★’s


▶ Sobre a história:

Precisa de um manual de como encontrar fantasmas ou objetos assombrados? Então esse livro foi escrito para você! Em objetos Sobrenaturais, a autora Stacey Graham nos conduz - de olhos bem abertos - pelo mundo dos caça fantasmas. Como direito à dicas para identificar um fantasma e onde encontrar objetos peculiares.
Mas, além disso, Objetos Sobrenaturais também conta com uma série de histórias arrepiantes. Ou seja, é o livro perfeito para ler embaixo das cobertas e com a lanterna ligada. Especialmente às 3h da madrugada.


▶ O que eu achei:

Posso afirmar que esse é um dos livros mais aterrorizantes da minha estante, simplesmente pelos vários níveis de horror em um só livro. Isso me fez, em vários momentos, ter o famigerado arrepio na espinha.

As páginas iniciais funcionam perfeitamente para nos fazer mergulhar de cabeça no universo dos caça fantasmas. Achei genial a autora ter tido o cuidado de acrescentar isso, pois assim ele deixou de ser só mais um livro de histórias de fantasmas.

Pra mim, a parte mais gostosa do livro são as histórias que tratam de acontecimentos passados em cidades famosas. Descobrir o lado macabro de Paris e Hollywood foi de tirar o fôlego. Sem falar reafirmou a teoria de que nem tudo são flores, até os lugares mais glamourosos tem sua parte podre e assustadora.

A única coisa que me atrapalhou um pouco durante a leitura, foi o fato de a autora ter acrescentado muitos nomes e datas. Entendo que seja necessário para nos ambientalizar, mas eu particularmente sempre acabo um pouco perdida nessas situações. Com isso, a leitura se tornou bem densa e tive a sensação de que o livro tinha praticamente o dobro do seu tamanho real.



"Somente quando relaxamos e permitimos que os sentidos baixem a guarda é que vemos mesmo as bordas turvas da realidade."



Postado à:

Profundez no Instagram: