Resenha: O Sorriso da Hiena - Gustavo Ávila - Profundez

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Resenha: O Sorriso da Hiena - Gustavo Ávila


Título: O Sorriso da Hiena
Autor: Gustavo Àvila
Ano: 2017
Editora: @veruseditora
Número de páginas: 261
Minha classificação: 5★'s

🚨Alerta de spoilers!🚨


A HISTÓRIA:
Com uma leitura fluída e instigante, em O Sorriso da Hiena o autor Gustavo Ávila nos apresenta um thriller por meio de três pontos de vista diferentes:
Um serial killer tentando buscar respostas que justifiquem a sua “natureza”. Um psicólogo infantil que se culpa por não conseguir fazer mais do que já faz. E um ótimo detetive que parece conseguir pegar certas coisas no ar e fazer conexões incríveis entre elas, mas que na maioria das vezes demonstra não ter papas na língua. Porém, ele acaba por se sentir frustrado em alguns momentos, por culpa de um caso novo.
A história dos três personagens principais se cruza quando David entra em contato com William e faz a ele uma espécie de proposta. Ele pretende repetir com outras 5 famílias, o que aconteceu com ele quando criança... Matar os pais na frente de seus filhos, a fim de realizar um estudo para saber se isto transformaria a criança em um futuro sociopata. Para isso ele pretende usar os conhecimentos de William como psicólogo. Enquanto a trama se desenvolve o detetive Artur se vê sempre a um passo atrás do assassino e, sem saber, convivendo com alguém que está “indiretamente” ligado ao criminoso.

MINHA OPINIÃO:
Alerta: Depois que você começar a leitura deste livro, será impossível parar.
Pois ele é tão bem desenvolvido, com personagens e cenas tão bem construídas que você não consegue simplesmente ler alguns capítulos e parar. Eu praticamente devorei ele em apenas dois dias.
Esse livro é tão peculiar que seria injusto se eu citasse apenas uma coisa que me prendeu tanto a ele.

Essa edição é simplesmente linda em todos os aspectos!

O nome do livro é um dos detalhes que faz você sentir o quão enigmático e criativo o autor é. Quando descobrimos o significado dele, percebemos o quanto foram planejado até os menores detalhes.

O fato de o detetive ter Síndrome de Asperger (um tipo de autismo que não causa nenhum atraso no desenvolvimento intelectual) é algo que enriquece muito a história, pois nos proporciona observar a fundo outras realidades. O que pode fazer com que algumas pessoas consigam se desvencilhar de alguns pré-conceitos.

Ao me deparar com algumas das coisas que motivaram David a cometer todos aqueles crimes, eu precisava fazer uma pausa e iniciar um debate mentalmente. Pois na cabeça dele aquilo tudo fazia muito sentido, parecia que todas as peças realmente se encaixavam. Em determinadas situações, logo no início do livro, confesso que ousei apostar algumas fichas nele. Mas com o decorrer da história ficou cada vez mais impossível achar um mísero traço bom nele que logo em seguida não fosse encoberto por algo ruim.


O que mais me chamou atenção em relação ao psicólogo é que ele não parece ter uma resposta definitiva sobre a proposta que recebeu. Não houve um momento em que eu consegui identificar um sim ou um não vindo da parte dele, talvez por falta de coragem. Mas é claro que a gente sente que ele está inclinado a aceitar. Porém os prós e contras parecem atormentar a todo instante, até chegar no momento em que percebermos que ele já está completamente envolvido em tudo. Algo bem interessante entre a relação dele com o serial killer, está na forma como eles se comunicam. Pois para William ele é um completo estranho.


O final, na minha opinião, é surpreendente pelo fato de que chega um momento na história em que você está convicto de que todo o plano elaborado pelo David deu certo. Porém, talvez um pouco acidentalmente, o detetive finalmente consegue ligar todos os pontos e identificar pelo menos um dos dois envolvidos.


O Sorriso da Hiena é daquele tipo de livro que todo mundo deveria ter pelo menos um exemplar na sua estante… E um reserva, porque nunca se sabe quando vamos ter um amigo por perto, não é mesmo? Kkkkk. Me sinto com sorte por ter tido a oportunidade de ler este livro. A minha experiência com ele foi incrível, principalmente porque até então eu tinha um pouco de “cisma” com autores nacionais. Mas depois desse livro, resolvi arriscar um pouco e descobri outros autores nacionais ótimos. Porém, O Sorriso da Hiena se tornou o melhor livro da minha estante, e consequentemente o Gustavo Ávila se tornou o meu autor nacional favorito.


Este livro nos traz uma série de questionamentos super importantes, alguns deles farão parte do próximo post com os quotes maravilhosos.


Mas eaí, você já leu ou pretende ler este livro? Me conta aqui nos comentários♥. 



Nenhum comentário:

Profundez no Instagram: