Resenha: O Menino que Desenhava Monstros - Keith Donohue - Profundez

quarta-feira, 7 de março de 2018

Resenha: O Menino que Desenhava Monstros - Keith Donohue


Título: O Menino que Desenhava Monstros 
Autor: Keith Donohue
Ano: 2016
Editora: DarkSide Books
Número de páginas: 256
Minha classificação: 3★’s

▶Sobre a edição:
Essa edição é simplesmente Padrões Darkside! Com direito a capa dura, fitinha, artes lindas e um espaço no final pra você desenhar os teus próprios monstros haha ♥

▶Sobre os personagens:
Apesar de não ter me apegado à nenhum personagem, em determinados momentos eu realmente me sentia angustiada junto com a Holly, mãe do personagem principal.

▶Sobre a história:
Em O Menino que Desenhava Monstros nós conhecemos Jack Peter, um menino de 10 anos com Síndrome de Asperger que praticamente tem fobia de sair de casa. Portanto, ele passa a maior parte do seu tempo desenhando monstros um tanto quanto peculiares.

Se você é que nem eu e já leu a sinopse desse livro esperando por algo completamente assustador, com cenas bem tensas, devo alertar que você precisa desconstruir completamente essa ideia antes de começar essa leitura. Pois esse livro é acima de tudo, extremamente delicado e sensível.

Na maior parte da história nós conseguimos acompanhar de perto a vida dos pais de Jack e do único amigo dele, Nick. E com isso, entendemos toda a inevitável frustração que eles sentem diariamente ao conviver com o menino. Confesso que ao ver determinadas atitudes do Jack, até eu me sentia um pouco frustrada. Pois parecia que eles tentavam de tudo pra animar ele e sempre acabava sendo vão. Tanto que em um certo momento, até os médicos parecem estar desistindo um pouco.

Porém, todo o ambiente criado em torno da história foi o que de fato mais me agradou. Já que a casa da família do Jack Peter ficava localizada perto do oceano e ainda estavam numa época fria do ano. Ou seja, muita neve haha!

A leitura desse livro é super arrastada a ponto de eu ter me visto praticamente lutando com ele várias vezes. No entanto, o final é simplesmente surpreendente, tanto que eu precisei ler a última folha duas vezes pra ter certeza de que era aquilo mesmo. Acho que isso até acabou meio que me recompensando um pouco por ter enfrentado uma leitura tão cansativa haha.


Mas sim, muitas pontas ficam soltas, muitas perguntas nem foram feitas e nem receberam as respostas. ⠀
Se você pretende ler esse livro, sugiro que não crie tantas expectativas, porque eu criei muitas! Esperava sentir medo do início ao fim, pois de fato a sinopse nos vende essa ideia, mas acabei me decepcionando muito.

❓| Pergunta: Você teria coragem de desenhar os teus monstros nesse livro? Eu não tomei coragem até hoje, vai que é um tipo de folha especial... Nunca se sabe o que a @darksidebooks pode aprontar, né?! Haha

Nenhum comentário:

Profundez no Instagram: