Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman - Profundez

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman


Título: Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Ano: 2015.
Editora: Intrínseca.
Número de páginas: 264
Minha classificação: 5★’s.

▶Sobre a edição:
Esse é mais um dos milhares de livros da Intrínseca que conquistaram o meu coração já pela parte visual. Pois, de fato, a edição é belíssima. ♥

▶Sobre os Personagens:
Em Caixa de Pássaros nós temos uma personagem principal (Malorie) muito forte e muito bem construída. Porém, no início, ela demonstra ser uma das poucas pessoas, se não a única, que está alheia a todos os alertas emitidos pelas autoridades. Ela simplesmente não acredita em nada daquilo e acha que as pessoas estão enlouquecendo… Isso até o momento em que ela é obrigada enfrentar a realidade dos fatos. Eu, particularmente, senti que o jeito como ela foi apresentada com o decorrer dos acontecimentos colaborou muito para o clima da história. Assim como o papel das duas crianças. O restante dos personagens parece ficar em segundo plano na maioria das vezes, já que o foco principal realmente é a Malorie. Porém, ainda sim conseguimos descobrir algumas coisas super importantes sobre eles.

▶Sobre a história:
Em Caixa de Pássaros nós conhecemos Malorie e seus dois filhos (Menina e Garoto), estes que são, aparentemente, os únicos sobreviventes de uma estranha “epidemia”... Todas as pessoas que saem ao ar livre, sem os olhos cobertos, simplesmente enlouquecem e matam todos ao seu redor e depois se suicidam.

Diferente de em Piano Vermelho, nesta história os capítulos sobre o passado e o presente foram muito bem interligados e fazem sentido, tanto entre si quanto separados.

O clima de mistério/suspense foi perfeitamente desenvolvido durante cada página desse livro. Pois, às vezes, eu mesma sentia medo de olhar pra fora ou de sair na rua haha. Algo que eu sinto que contribuiu muito para isso foi o tempo. Já que a Malorie ficou durante anos trancada dentro de uma casa com seus dois filhos, saindo apenas para buscar água e procurar mantimentos. Conseguimos sentir boa parte do medo que ela sentiu durante todo aquele tempo e até entender a forma um pouco cruel como ela criou os dois filhos.


Pois, para ela, desenvolver os outros sentidos deles, privando-os da visão o máximo possível, poderia ser a sua única chance de fugir um dia.

O diferencial desse livro, e o que com certeza tira o nosso sono assim como nos deixa em estado de alerta, é uma ameaça constante mas que não pode ser vista muito menos descrita. O tempo todo nós estamos cientes de que existe algo lá fora e que pode matá-los a qualquer momento, já que não há nenhuma garantia de que isso não pode entrar na casa. Caixa de Pássaros é um livro surpreendente! Um daqueles que você não consegue largar até de chegar na última página. Sem falar que, apesar de todo suspense/medo, a leitura é super fluida e instigante.


E como todos já sabem, os direitos já foram vendidos para a Netflix e o filme sai ainda este ano! (Aaaaaaaaah ♥ qhjsnsn). 


❁ PERGUNTA: Mas e você, já leu Caixa de Pássaros ou ele está na tua meta para este ano? Me conta aqui nos comentários ♥

Nenhum comentário:

Profundez no Instagram: